My scrapbook from our trip to Pipa

Agosto 13, 2014 in GLOBETROTTER

Pipa 2014

Há muitos anos fui a Pipa. Deve ter sido a primeira viajem que fiz com o Rui depois de começarmos a namorar, já lá vão 15 maravilhosos anos. Tínhamos ouvido falar naquele paraíso perdido no litoral do nordeste brasileiro e lá fomos à aventura. Naquela altura a grande amiga de uma amiga minha tinha ido para lá viver depois de uma viajem turística. Apaixonou-se pelo lugar e por um belíssimo Argentino com quem acabaria por casar. Voltou a Portugal para fechar assuntos, despedir-se de uma vida profissional num conhecido escritório de advogados de Lisboa e voltou para o lugar onde assentaria arraiais até hoje. Pipa ainda não era o destino turístico que se tornou na primeira década dos anos 2000. Era uma aldeia hippie com praias de sonho, uma delas era deserta e chamava-se Madeiro e era aí que almoçávamos à sombra de um coqueiro o que um pescador nos trazia… Uns dias peixe, outros carabineiros… Dormíamos na rede, passeávamos na praia deserta e nadávamos naquele mar quente, onde, às vezes, víamos golfinhos.

Pipa

Depois ouvi dizer que Pipa tinha mudado, crescido… que se tinha multiplicado. Foi, durante alguns anos o destino turístico de eleição de muitos portugueses, brasileiros e argentinos. Nunca mais lá tinha voltado, com medo de ter uma grande desilusão.

Os amigos com quem lá tínhamos estado há 15 anos, voltaram no ano passado e adoraram. Tiveram umas deliciosas férias em família e, assim, ao ouvir o relato de dias de sonho eu voltei a ter vontade de voltar. E assim foi… este ano apanhei uma boleia do Comandante para Natal e depois seguimos os 3 (eu e as minhas duas migalhas) para Pipa onde nos fomos encontrar com a família Monjardino.

Foi maravilhoso constatar que Pipa cresceu bem. Está em quase tudo igual àquela aldeia que conheci à 15 anos. Continua a existir uma rua principal com restaurantes e comercio… só tem mais uns “pares de metros” com bastante mais restaurantes e uma infinidade de lojinhas. Existem mais pousadas e hotéis. Na verdade a oferta é extensa. Mas,  um dos lugares mais bonitos e exclusivos para se ficar continua a ser a Toca da CorujaContinua a comer-se uma deliciosa picanha na Churrascaria Rancho da Pipa (um dia propriedade da nossa amiga Sandra) e agora, o final da noite, é na Book Shop – uma queridíssima biblioteca onde a Sandra (hoje mãe de 3 filhos) dá largas aos seus instintos filantrópicos, culturais e ecológicos. Na Book Shop, pode escolher um livro para ler em férias, dar dois dedos de conversa, beber um Nespresso e conhecer a proprietária que faz questão de estar lá presencialmente de 4a a sábado para falar com os seus visitantes. Uma Portuguesa que um dia trocou a rotina da advocacia numa grande cidade pela aventura e liberdade de construir uma família na descontração de um paraíso ecologico.

Pipa

Foram dias de puro prazer. Entre livrinhos da Mônica, jogos de Uno, aulas de surf com a Eli, saltos na areia, pratadas de açai com banana, sol e sombra, mergulhos, leitura e muita conversa em dia. Adorei esta nossa curta viajem e fiquei cheia de vontade de voltar… Só tive muita pena que o Rui não tenha lá estado.

Adeus Pipa! Talvez nos voltemos a ver para o ano!

BEIJINHOS,

MARIA

 

Let me introduce you to Breklim

Junho 5, 2014 in BRIGHT MINDS

“…to pursue surfing not just as an athletic endeavor or as a sunny day diversion, but to try to glean whatever lessons you can from the practice. It means being aware of your surroundings, and respectful of the people and places that you interact with. It means being patient, mindful, kind, compassionate, understanding, active, thoughtful, faithful, hopeful, gracious, disciplined and…good.”
Melekian, Brad. March 2005

Breklim é o nome deste cão delicioso na foto! – Foi ele a grande inspiração para esta marca de pranchas de surf. É ele que aparece retratado no logotipo e é na sua companhia que o Gonçalo faz estas extraordinárias pranchas de surf… – Vou contar-vos como descobri a Breklim…

Andava à procura de umas pranchas de surf long board com ar cool e retro para decorar o Bar Sunset Club. Comecei  por ligar para um amigo surfista, que me sugeriu outro amigo que, por fim, me mandou falar com a pessoa certa… o Gonçalo Câmara… que para além de ser uma simpatia, é um rapaz que cresceu comigo nas imediações de Carcavelos… hoje é publicitário de 2a a 6a e artesão de pranchas aos fins-de-semana. Escusado será dizer que é surfista de coração! – Apaixonei-me pelas pranchas mal as vi e mais ainda quando percebi todo o processo e ouvi a história contada pelo Gonçalo.

Se quiserem ficar a saber um bocado mais sobre o Gonçalo, o seu amigo Breklim e a marca que criou sigam este link [AQUI] e vejam este curto filme da McDonald’s – Micro Bios. São só 2 minutos… e vale mesmo a pena!

Para os que não passaram por cá ontem e perderam o post com as fotos do Bar Sunset Club e as maravilhosas Breklim, sigam este link [AQUI]… não há como não adorar!

Espero que este video e esta história vos tenha inspirado…

UM BEIJINHO,

MARIA

P.S. – PARA SEGUIR A BREKLIM NO FACEBOOK, CLIQUEM NA FOTO!

 

In English

Breklim is the name of this delightful dog in the picture! – He was the inspiration for this surfboard brand. He is the dog in the logo and he keeps Gonçalo company when he’s out making these extraordinary surfboards … – Let me tell you how I discovered the Breklim boards…

I was looking for some long boards that looked both cool and retro to decorate the Sunset Bar Club . I started by calling a surfer friend who suggested me another friend that finally sent me to the right person … Gonçalo Câmara … that in addition to being a very nice guy , also grew up with me in the Carcavelos area. He works in advertising .. from Monday through Friday, and he hand-makes surf boards during the wee -ends . Needless to say he is a surfer at hart ! – I fell in love with the boards as soon as I saw them and even more so when I realized the whole process and I heard Gonçalo telling its story.

If you want to get to know a bit more about Gonçalo, his dog friend and the brand that he created – Breklim follow this link [ HERE ] and see this short film from McDonald ‘s – Micro Bios . It’s only 2 minutes … and worth it !

I hope you got inspired by the video and Gonçalo’s story! I did!

XOXO,

MARIA

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: