So long L’Alpette!

Abril 5, 2016 in GLOBETROTTER

L'Alpette

[ Fotografia pessoal tirada em 2015 ]

Queridas amigas, viciadas e companheiras de viajem… Como algumas devem saber, estive de férias, na mesma estância de ski para onde vou há já vários anos e, por isso, sem grandes novidades para vos contar. Megève continua linda e pitoresca naquele seu cantinho dos Alpes com uma vista privilegiada para o imponente Mont Blanc. O programa é quase sempre o mesmo… Pistas, ski, baguete à descrição, almoços na montanha, vin chaud, quilos de queijo, crepes, gorros, sol, fotossíntese, mais pistas, conversa em dia, lutas de bolas de neve, muitas fotografias, alguns trambolhões…. e 3 quilos a mais no fim (isto de cabeça porque não sei se já alguma vez vos disse mas não tenho balança) …resumindo, tudo de bom!

Chegámos à conclusão que o programa se repete de tal forma que, não fossem as crianças (pré-adolescentes) crescerem à ordem dos 30 cms por ano, nem precisávamos de mudar a fotografia na moldura. É sempre tudo muito parecido…

Infelizmente houve uma perda em Megéve, e quem conhece a estância e não sabia, vai de certeza ficar triste com a noticia… O restaurante L’Alpette, que era, sem dúvida, o mais emblemático das pistas [ Um chalé charmosíssimo a 1895 metros de altitude onde não só se almoçava divinalmente como se podia parar para um reconfortante chocolate quente a meio da manhã ] e que estava aberto desde 1935, ardeu em Agosto do ano passado. Do nosso L’Alpette não sobrou rigorosamente nada. Só mesmo as nossas memórias e algumas fotografias.

Diz-se, na vila, que a familia Sibuet (famosos hoteleiros e donos do L’Alpette) faz total tensão de reconstruir o edifício à sua gloria e charme originais. E que, para o ano, no topo da pista Emile Allais lá estará, novamente, este chalé que era, na verdade, um dos mais importantes marcos desta terra Alpina e chegou a ser considerado pela revista Figaro como o melhor restaurante de Montanha.

Para ter a certeza que esta reconstrução vai acontecer, acho que vou ter de voltar. Ainda não é para o ano que o Rui me consegue arrastar para outra estância…

12196_757_restaurant_d_altitude_pistes_megeve_ski_tradition_terrace

12197_800_restaurant_d_altitude_pistes_megeve_terrace_vue_Mont-Blanc

14161_161_restaurant_d_altitude_pistes_megeve_terrace_vue_Mont-Blanc-vintage

14163_220_restaurant_d_altitude_pistes_megeve_terrace_vue_Mont-Blanc-vintage-ski

14162_200_restaurant_d_altitude_pistes_megeve_terrace_vue_Mont-Blanc-vintage-balcon

beijinhos

 

 

 

De volta à realidade…

Abril 1, 2015 in GLOBETROTTER

Megève 2015

De volta à nossa querida terra e a esta primavera de sonho! E sim, apesar de ter estado trancada em casa desde que cheguei, afaga-me a essência sentir este nosso sol a entrar pela janela.

Lembram-se de vos dizer que, depois da obra no sótão, tinha ficado com vontade de fazer algumas alterações no resto da casa?! Pois… aconteceu! Ou, melhor dizendo… começou! Aproveitei esta semana em que estivemos fora para começar pela parte pior… afagar e envernizar o soalho de madeira no primeiro andar, onde, por acaso, está o meu quarto. Achei que uma semana seria suficiente para encerrar os trabalhos e foi efetivamente mas, infelizmente, o cheiro que a nossa casa tinha quando abrimos a porta no domingo era forte suficiente para aplicar grandes mocas em veteranos do Casal Ventoso. E não, não estou a exagerar. Valeu-nos a corrente de ar que conseguimos provocar com todas as janelas e portas abertas durante o dia mas à noite, mesmo assim o nosso quarto estava impraticável para consumo.

Somem uma casa “envenenada”, muitas correntes de ar a uma proprietária que já vinha constipada. O resultado não podia ser ótimo … Mas pronto, a coisa está a melhorar. Nada que uns chazinhos, uns Brufen 600 e uns Rinialers não curem. O pior é que eu odeio tomar remédios… Mas quando somos “encostadas à parede”, não há cá frescuras holísticas… Quando a coisa aperta a malta lá engole uns químicos e espera que a coisa faça efeito… e rápido de preferência.

Por isso amigas, o regresso não foi fácil mas a barriga veio cheia de tudo de bom. Nem me fica bem estar para aqui com lamechices…

Quem segue a minha conta de INSTAGRAM sabe que tentei ser assídua para compensar a “porta fechada” aqui no blog.  E hoje deixo aqui mais alguns  Instamoments que retratam tão bem esta semana de família, descanso e boa vida.

Como dizem, e bem, os meus filhos, “o que a mãe gosta mesmo é do apré-ski”. Não deixam de ter alguma razão, mas o que eles não sabem é que aqueles almoços na montanha me sabem pela vida, porque tudo o que os antecede e precede é tão especial que acaba por ser a moldura perfeita para momentos de pura felicidade. A verdade é que eu adoro todos os bocadinhos destas férias. Não posso dizer que a gastronomia não é uma parte importante porque estaria a mentir… come-se muito bem naquela terra. Mas não há nada como uma manhã passada na montanha em boa companhia…. nunca serei uma craque no ski mas adoro ser uma medrosa que se supera. Gosto de ultrapassar os meus medos e gosto também da vista, do ar puro e  daquele som tão característico das pistas. O som do silencio. Silencio foi a palavra que me acompanhou em tantos momentos destas férias… apesar das crianças, das conversas, do vin chaud, das gargalhadas e de toda a azafama que envolve esta semana na neve… ficou-me a nostalgia do silencio, de tantos pensamentos que me acompanharam e das músicas que fui ouvindo na minha cabeça. Não houve um dia em que não tivesse agradecido muito ao universo o privilégio de poder estar ali… naquele lugar que eu adoro, na melhor companhia do mundo. Principalmente porque sei que qualquer um deles gosta mais deste programa que eu… São sempre umas férias muito especiais!

Megève 2015

beijinhos

#TBT Our first time in Megève

Março 20, 2014 in #TBT

E mesmo a propósito de hoje comemorarmos o Dia Internacional da Felicidade esta foto, tirada em Março de 2009, é o retrato oficial da primeira vez que fomos tão felizes na neve. A primeira vez que fomos em família para Megève.

Lembro-me como se fosse hoje. A Clarinha ainda mínima … no dia em que chegámos, depois do almoço foi dormir uma sesta e quando a fui acordar, ao passar a minha mão pelas suas pequeníssimas costa, deparei-me com uma grande borbulha, completamente fora de escala. Nessa noite fomos com ela ao médico e aprendemos uma palavra nova em francês… “varicelle”… a semelhança com português não deixou muita margem para dúvidas infelizmente. Juro que quis acreditar por segundos que “varicelle” fosse alergia de pele ou “picadela de mosquito alpino”, mas a verdade foi implacável. Entreolhamo-nos e dissemos um para o outro… “V-A-R-I-C-E-L-A…?! A sério?!” –  de todos os meses do ano, de todas as semanas… a Varicela tinha escolhido aquele dia para “atacar”… o primeiro dia das nossas primeiras férias em família na neve?!….

E mesmo assim, foi uma semana tão feliz! – A Clarinha saía pouco do hotel e eu e o Rui revesavamo-nos entre as minhas manhãs nas pistas e as tardes dele. Nas nossas tardes… eu e Clarinha brincávamos, íamos passear pela vila, comíamos crepes com açúcar e canela, andávamos de charrete e até formos ao cabeleireiro. A Clarinha foi a melhor companhia mesmo doente… quase nunca se queixou. O Salvador, por seu lado, andou sempre entretido entre aulas de manhã e as tardes de perfeita cumplicidade só com o pai… Para ele já não era a primeira vez e estar só com o pai na neve até era a sua “normalidade” por isso não estranhou nada!  Gostámos tanto de Megève que nunca deixámos de voltar. E mesmo este ano, que a Páscoa e o calendário  nos pregaram esta partida, e  entre testes e aulas, lá conseguimos um pequenino “buraquinho” para irmos os 4 para aquele lugar onde sempre nos sentimos assim… felizes!

UM BEIJINHO GRANDE E ATÉ PARA A SEMANA,

MARIA

A prova da cara sarapintada!

In English

This picture is the official portrait of the first time we were so happy in a trip to the snow . The first time we went as a family to Megève .
I remember it as if it was yesterday . Clarinha was so tiny … on the day we arrived after lunch she took a nap and when I woke her up, passing my hand in her small back, I came upon a large bubble , completely out of scale . That night she went to the doctor and we learned a new word in French … ” varicelle ” … the similarity with Portuguese did not leave much room for doubt unfortunately. I swear I wanted to believe for seconds  that “varicelle ” was some kind of a skin allergy , but the truth was relentless . We looked at each other and said  ” … Chicken Pox ! Really ? ” – All months of the year, every week … Chicken Pox had chosen that day to ” attack ” … the first day of our first family holiday in the snow …
And even then , it was an extremely happy week! – Clarinha stayed inside the hotel most of the time and Rui and I took turnes between my mornings in the slopes and his afternoons. In our afternoons together  … Clarinha and I played together , we would walk through the town , we ate crepes with sugar and cinnamon , we took the coach  and we even went to the salon. Clarinha was the best company  … she almost never complained . Salvador, on his end, was entertained between classes in the morning and the afternoons in perfect complicity with dad. We loved Megève so much that we never stopped going back . And even this year, that Easter and the calendar decided to tricked us, and between tests and classes, we managed to find this small ” hole ” so the four of us could go to this spot where we all feel so happy!

SEE YOU ALL NEXT WEEK!

XOXO,

MARIA

 

 

 

 

 

 

 

The best of Megève – part #3

Abril 8, 2013 in GLOBETROTTER, HEALTH & BEAUTY

MY 3 TOP BEAUTY ESSENTIALS FOR A SKI TRIP and            

All YEAR ROUND!

Quando viajamos para o frio ou para o calor, existem alguns cuidados de beleza e saúde que não devemos descuidar. Seja como for os meus 3 produtos top para a neve, são na verdade, 3 básicos e essenciais que devemos ter por perto durante todo o ano!

No caso de uma ida à neve, o tipo de agressão a que a nossa pele fica sujeita é, na verdade, brutal. O frio, a neve e o vento, desidratam a pele que pode mesmo começar a escamar. As radiações solares também podem ser mais uma das agressões… por acaso, este ano, não foi o caso, porque, nos Alpes, como em toda a Europa o sol anda a fazer o favor de não dar o ar da sua graça! : (

1. Seja como for, uma coisa que não pode NUNCA faltar nos meus essenciais de neve é uma latinha de Carmex. O primeiro que comprei foi exatamente numa estancia de ski – Avoriaz, há muitos, muitos anos. Fiquei, literalmente, viciada! – É a melhor coisa que podemos pôr nos nossos lábios para os proteger do frio. Esqueçam lá esses batonzinhos stick que se vendem em todas as farmácias e supermercados! – Esta latinha opera verdadeiros milagres na hidratação dos nossos lábios. E é um otimo primário para usar todo o ano antes do baton, quando nos maquilhamos. Torna-se ainda mais irresistível se vos  contar que esta formula é a mesma que o seu inventor e fundador da Carmex, o norte americano Alfred Woelbing, começou a comercializar em 1937. Na década de 2000 foi considerado o melhor creme de lábios pelos farmacêuticos da América! – E olhem que, eu não sabia nada disto quando o experimentei pela primeira vez!

 

2. Synchro 2000 é um super hidratante com propriedades nutrientes, regeneradoras e reparadoras da pele. – É a versão mais light e menos “untuosa” do mais clássico e reconhecido creme de tratamento da Gernétic! -Foi providencial na neve mas é também o hidratante de dia e noite perfeito para cuidar da minha pele agora que estou de volta! – A textura é maravilhosa e o cheiro também. – Para quem não conhece esta marca deixem só dizer-vos que existe há mais de 40 anos em França e que o seu método principal de fabrico reside no objetivo de fazer chegar às células a quinta-essência de todos os ativos que compõem cada produto. Nota 10, mesmo!! – Como não vão encontrar estes produtos à venda em qualquer perfumaria, deixo-vos aqui o contacto da Clinica de Beleza Denise Ferrandini  (tm. 96 975 3589) onde o podem comprar se viverem perto de Cascais.

3. Neve e ski pode ser sinal de algum mal estar físico ao final do dia. O equipamento é pesado e, por vezes, o esforço físico é grande! – Pernas e costas cansadas é quase um clássico na neve! – Por isso tenho sempre por perto uma bisnaga de Arincan. Uma pomada feita à base de produtos naturais (flor da arnica) e com grandes propriedades tonificantes, estimulantes e antiinflamatórias. Mais uma vez, uma das propriedades que me atrai nesta pomada é que é feita à base de produtos naturais. Fujo desses antiinflamatórios químicos como o diabo da cruz! – Se a natureza nos pode providenciar com tantos tipos de curas porque estarmos sempre a recorrer a farmacos?! Esta pomada de arnica, uma vez que favorece a circulação periférica, pode também ser usada na prevenção de varizes e ajuda brutalmente a sensação de pernas cansadas! Encontram facilmente esta pomada em qualquer farmácia! – Acho que deveria ser  praticamente obrigatória em qualquer caixinha de primeiros socorros uma vez que para além das propriedades que mencionei, é também cicatrizante e pode ser tão bem usada para aliviar dores de cabeça! – Viva a arnica!

In English

When we travel to the cold or the heat, there are some beauty and health care tricks we must not neglect.

In a snow trip, the kind of aggression that our skin is subject is actually brutal. The cold, snow and wind, can dehydrate the skin to a point it starts to flake. The solar radiation can also be very harmfull … By chance, this year was not the case because, in the Alps, as across Europe the sun is doing this big favor of not showing up at all! : (

1. Anyway, one thing that I can never miss in my essential’s snow kit is a Carmex tin. The first one I bought was on a snow trip to Avoriaz, many, many years. I was literally addicted from then on! – It’s the best thing we can put in our lips to protect them from the cold. Forget those chop sticks that sell in all drugstores and supermarkets! – This tin works miracles in the hydration of our lips. And it is an awesome primer to be used throughout the year before putting on lipstick. It becomes even more interesting if I tell you l that this formula is the same as its inventor and founder of Carmex, the North American Alfred Woelbing, began marketing in 1937. In the 2000s it was considered to be the best lip balm by pharmacists across America! – And look at that, I didn’t have all this information when I first tried it!
2. Synchro 2000 is a super hydrating cream with great skin nutrients and amazing regenerating and repairing properties. – It’s the lighter and less “oily” version of the most classic and recognized treatment cream by GERNETIC – the Synchro! It was providential in this snow trip, but it is still a great day and night  moisturizer, perfect for taking care of my skin now that I’m back! – The texture is wonderful and the smell too. – For those off you who are not familiar with this brand let me tell you that they have been around for more than 40 years in France and that their main method of manufacturing lies in the goal of getting to the cells the quintessence of all the assets that make up each product. I give then the highest score! – You will not find these products for sale in any perfume store, I leave you here the link to the Denise Ferrandini Clinic where you will be able to buy if you live in the Cascais area.

3. Snow and ski can be a sign of some physical discomfort at end of the day. The equipment is heavy and you do move around a lot! – Tired Legs and a soar back are two snow classics! – So I always carry with me a package of Arincan. An ointment that is made with natural products (arnica flower) that is a  great toner, stimulating and anti-inflammatory. Again, one of the properties that draws me in this ointment is that the base is made of natural products. I literally, ran away from these inflammatory chemicals as if I was running from a plague! – If nature can provide us with so many types of healing elements why do we always turn to chemical drugs?! This ointment arnica, since it favors the peripheral circulation, can also be used in the prevention of varicose veins and is a great help avoiding the feeling of tired legs! You can easily find this ointment at any pharmacy or drugstore! – I think it should be almost mandatory in any home first aid kit just because besides all the properties that I mentioned, it is also healing and can be used to relieve headaches! – Long live the arnica!

The Best of Megéve – Part #1

Abril 2, 2013 in GLOBETROTTER, LET'S EAT!

VIN CHAUD – O SABOR DE MEGÈVE

Deixo-vos com o meu primeiro momento “Instagram” desta minha Viajem aos Alpes Franceses – Razão pela qual não dei à costa nos ultimos dias…

Hoje, quando “aterrei” na realidade e voltei a ligar o computador ao fim de 10 dias, não faltaram algumas mensagens no Facebook a perguntar se andava com tanto trabalho que não me sobrava um minuto para o blog. Até vos podia dizer que sim, mas a verdade é que estive desligada da realidade porque estive a descansar e a usufruir da companhia da minha família que é tudo o que mais gosto de fazer nesta vida! – Trabalhar é bom mas fazer ski e brincar ao American Idol com a Clarinha e com o Salvador, entre muitas outras coisas, é bastannnte melhor! : )- Devia ter feito um mini post de despedida, mas os dias que antecederam a semana, esses sim, foram de pura loucura e uma pessoa só consegue fazer o que consegue fazer. E como acho que todo o mundo já tem Instagram (quem não tem essa aplicação no telemovel, pode sempre ir espreitando por onde ando aqui mesmo no blog) vou postando fotos de momentos divertidos e fico a achar que estou perfeitamente conectada com tudo e todos! – Sorry! – Isto é, acima de tudo, um bocadinho de falta de habito desta dinâmica de “blogar”…

E porque a primeira foto das férias é esta que aqui publico, vou começar pelo principio. Para mim, Vin Chaud, foi amor ao primeiro golo por isso tornou-se mais um dos meus bons vícios – O que pode ser mais reconfortante, depois de uma manhã ou tarde na montanha, que beber um copo de vinho tinto quente à moda dos Alpes?! – Para mim, chegar a Megève e pedir um copo de vinho quente é como chegar a Formentera e beber um Mojito! – Faz parte do pacote e põe-me imediatamente no mood certo! – Mood: neve, frio, montanha, gorros de lã, moonboots, luvas e familia ultra feliz com a antevisão de pistas carregas de neve e muitas descidas e brincadeiras!

Quando estou em casa, faço muitas vezes Vin Chaud, especialmente naquelas noites frias ali perto da altura do Natal. Seja como for, este ano, a coisa está preta e o frio teima em ficar, por isso, se sentirem vontade de um aconchego extra numa noite de chuva e temperaturas bem abaixo do expectável para esta altura do ano, abram uma garrafa de vinho tinto e embarquem na aventura do Vin Chaud!

A MINHA RECEITA DE VIN CHAUD

  • 1 garrafa de vinho tinto
  • 6 rodelas de laranja cravejadas de cravinho (6 botões por fatia de laranja mais ou menos)
  • 6 paus de canela
  • açúcar mascavado a gosto (eu ponho umas 12 colheres de sobremesa, mas sou gulosa!- vou já avisando)
  • Aquecer numa panela durante algum tempo até atingir a temperatura pretendida. Não tem grande ciência, mas sabe pelo céu!
  • Serve-se de preferencia em copos de vidro com asa.

Só por curiosidade… esta bebida que é tão popular em toda a Europa, começou a sua tradição no século I em Itália. Foram os Romanos os primeiros a servir o vinho tinto quente condimentado com especiarias. Realmente estes Italianos, acertam sempre com receitas tão simples! : )

Alguém ficou já com vontade de abrir a primeira garrafa?? Quem entrou no espirito do Chalet Alpino??

 

In English

Today, just after “landing” back in real life,  I turned on the computer after 10 days, and there were some messages on Facebook asking if I was so busy with work that I had no time for the blog. So I could say yes, but the truth is that I was disconnected from reality because I was resting and enjoying the company of my family wich is my favorite thing in life! – Work is great but playing American Idol with Clarinha and the Salvador is sooooo much better! 🙂 – I probably should have left a mini farewell post, but the days leading up to that week, were of pure madness and a person can only do what a person can do. And as I think the whole world has already Instagram (those of you who don’t have yet the application on your mobile phones, can always check it right here on the blog) I am constantly posting fun pics on it as picture diary  and somehow I fill like I am connected with everyone! – Sorry! – This is, above all, me not being very familiarized with the dynamic of a blog just yet!

Today I leave you with my first “Instagram” picture of this trip to the French Alps!

For me, Vin Chaud, was “love at first seep” therefore became another one of my good addictions – What can be more comforting after a morning or afternoon on the mountain, that drinking a glass of warm and sweet red wine?! – As I see it, getting to Megève for a glass of  mulled wine is like arriving in Formentera and drinking a Mojito! – It’s part of the package and immediately puts me in the right mood! – Mood: snow, cold, mountain, wool hats, moonboots, gloves and a ultra happy husband and kids!

When I’m at home, I often make Vin Chaud, especially on those cold evenings around Christmas time. But as this year, the weather insists on just staying cold, you will probably enjoy an extra warmth on a rainy and shill evening. If so, just open a bottle of red wine and embark on the adventure of the Vin Chaud!

MY RECIPE FOR VIN CHAUD

  • 1 bottle of red wine
  • 6 orange slices studded with cloves (6 buttons per slice of orange more or less)
  • 6 cinnamon sticks
  • brown sugar to taste I put about 12 teaspoons, but I just love sweets!
  • Heat in a pan for some time until it reaches the desired temperature. There is no great science about it!
  • Serve preferably in glass cups with an handle!

Just by curiosity  … this popular drink across “cold Europe countries”, began its tradition in the first century in Italy. Romans were the first to serve hot spiced red wine with spices. Really… these Italians, always hit it with the most simple but great recipes! 🙂

Someone is already willing to open the first bottle? Who entered the spirit of the Alpine Chalet?

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: