MB Estoril Challenger 2016

Julho 12, 2016 in MY HAPPY SELF

MB Estoril Challenger

MB Estoril Challenger

Se me tivessem perguntado há uns anos (não é preciso recuar mais de 3) se algum dia misturaria uma festa de aniversário com um torneio de padel, eu talvez começasse por perguntar o que era padel e depois dava uma gargalhada daquelas que faz eco e acabava a conversa. Nunca na vida pratiquei desporto. Nunca competi em nada a não ser jogos de poker. Com raquetes?… nem ping-pong. Nada. Zero cultura desportiva, zero aptidão para desporto…

Quem me vai lendo há mais tempo sabe que entrei para o Padel arrastada por umas amigas e pela ilusão de poder usar kits giros e saias de pregas [AQUI] . Na primeira lição o professor deve ter-me achado um caso perdido… levou-me para um campo à parte e atou-me a mão ao punho da raquete com uma bandana tal era a trapalhada. Só ao fim de um ano de ter lições semanais participei num jogo amigável. Achava que tudo se resumiria, sempre e para sempre, a lições semanais. Quando finalmente me arrastaram para jogar, fugia da bola, não percebia os pontos, embrulhava-me na contagem e perdia tudo. Fogo, tenho mesmo umas amigas espetaculares porque, só com muito amor, se aguenta uma naba destas.

Hoje acho que o Padel é uma das partes mesmo giras dos meus dias. Jogo com alguma regularidade, às vezes já acerto na bola e divirto-me à séria. Pelo meio digo imensos palavrões… nada pessoal. Nunca me irrito com ninguém a não ser com a p… da bola. Também me irrito comigo, às vezes, naqueles dias em que devia ter ficado em casa em frente à televisão a ver as Kardashians porque o nível de reflexos só dá mesmo para trocar de canal e pouco mais.

Bom isto para vos contar que este ano uma amiga, que por acaso até joga padel nas horas, tem as mesmas inicias que eu (Maria Barreto) e partilha comigo a honra de fazer anos no mesmo dia… o dia que viu nascer a saudosa Princesa Diana e o Grande Sporting Club de Portugal (entre outras personalidades estrelares), me desafiou para organizarmos um torneio de Padel para os nossos anos!

Pronto e foi isso… tivemos pouco mais de uma semana para preparar o que acabou por ser, sem dúvida, #OMelhorTorneioDePadelDoMundo.

Estoril Challenger

O evento aconteceu com grande animação e plantel lotado ( 40 espetaculares padelerias)  no Clube de Tenis do Estoril. O vento de 100 nós, da noite anterior, parou para a nossa festa. Portugal ganhou à Polônia ficando apurado para os Quartos de Final. Eu e a minha parceira, Maria Barreto, ganhámos os dois jogos, não fosse ela aquele torpedo em campo. Tive lá quase todas as minhas amigas do coração porque até de dedo do pé partido tive presenças. Não falhou nada!

MB Estoril Challenger

Jantámos o Melhor Sushi do Mundo… O sushi da Confraria. Isto de ter amigas donas de restaurantes e que alinham nas nossas ideias não tem preço! Obrigada Vi, sem o teu delicioso Sushi (o único que eu como, na verdade)  a festa não tinha tido metade da pinta!

 [ CONFRARIA ]

Confraria

Alambasámo-nos pela noite fora com Gelados Artisani. Obrigada Artisani por nos ter mimado com tantos gelados maravilhosos, em especial com o meu sabor preferido… Pastel de Nata. Ninguém tem um gelado igual!!

 [ ARTISANI ]

Artisani

MB Estoril Challenger

Tivemos Bar Aberto de Gin com Schweppes de Hibiscus e DJ a bombar para dançar entre jogos e penalties! Melhor era impossível…

[www.schweppes.pt ]

MB Estoril Challenger

tonica-schweppes-hibiscus

O nosso bolo foi idealizado por mim e maravilhosamente interpretado e feito com amor pela minha querida Silvia Baião Ferreira da A Festa do Bolo, em quem confio sempre a tarefa de tornar os aniversários da nossa família mais especiais. Os bolos não só são lindos como sabem mesmo bem! Obrigada Silvia pelo talento e carinho que põe em cada bolo e em cada festa!

[www.afestadobolo.blogspot.pt ]

Estoril Challenger

MB Estoril Challenger

O logo do Torneio foi feito a partir de uma ilustração do talentoso André Poeira. O Design Gráfico foi feito no nosso atelier e as impressões em grande escala e os rótulos das garrafas ficaram a cargo da empresa com quem trabalho há muitos anos, a Logotexto.

 [O Atelier do Poeira ]

 [LOGOTEXTO ]

MB Estoril Challenger

MB Estoril Challenger

O espaço em si não é particularmente bonito por isso para tornar a atmosfera mais charmosa tive a ajuda preciosa do meu amigo Martins Alves e do seu maravilhoso acervo para festas. Numa terça feira fui ao armazém dele em Mafra escolher as peças e na 5a feira as 10:00 com pontualidade britânica estavam lá os seus homens para descarregar mesas, sofás, poufs e algumas plantas que vestiram com todo o charme no nosso clube do Estoril.

[ MARTINS ALVES ]

DSC_6943

Obrigada à Mesh que ofereceu o presente para a melhor dupla da noite. As queridas Emilie e Nicole levaram para casa o diploma da melhor prestação do torneio e uns calções lindos da Mesh para cada uma. Para quem não conhece a Mesh é uma marca de roupa de desporto que começou por ser a primeira marca portuguêsa de roupa de padel!

[ MESH ]

E isto de ter amigas que publicam livros giros também tem o que se lhe diga!!! A nossa amiga Susana Roncon Chaves ofereceu às vencedoras o seu recente livro  – “Cão Educado Família Feliz” – A Susana para além de ser linda, jogar Padel e escrever livros, tem uma escola de treino de cães, a Busca!

[ BUSCA ]

MB Estoril Challenger

Obrigada também ao nosso querido Pedro Plantier (mais conhecido por Pitucas) e à sua escola de padel, a Playpadel, não só por nos ter cedido os seus 3 campos mas principalmente por nos ter organizado os quadros dos jogos, pelo apoio moral e por ainda se ter disponibilizado para oferecermos uma aula particular à dupla com menos pontos. Porque as ultimas são as primeiras e porque os talentos escondidos devem ser estimulados (eu que o diga!) as nossas mais queridas Marta e Sara, não saíram do torneio de mãos a abanar!

[ PLAYPADEL ]

MB Estoril Challenger

Obrigada às tantas amigas que se voluntariaram para levar crepes e espetadinhas de legumes e mini sandes e brigadeiros e tudo e tudo e tudo… Não faltou nada neste torneio!!

MB Estoril Challenger

Também não nos faltou uma fotografa maravilhosa que se tornou invisível e se infiltrou com a sua lente, em cada jogo, cada conversa, cada brinde de gin, cada gargalhada… esteve praticamente omnipresente em todos os momentos e foi registando com tanta pinta tantos momentos espontâneos tornando-os inesquecíveis. Obrigada Ieva!!! You Rock! Sorry I don’t have a picture with you to post… but your pictures speak on your behalf!

 [Ieva.Studio ]

MB Estoril Challenger

MB Estoril Challenger

MB Estoril Challenger

MB Estoril Challenger

MB Estoril Challenger

MB Estoril Challenger

MB Estoril Challenger

MB Estoril Challenger

MB Estoril Challenger

MB Estoril Challenger

MB Estoril Challenger

MB Estoril Challenger

MB Estoril Challenger

MB Estoril Challenger

MB Estoril Challenger

MB Estoril Challenger

À Meia Noite apagámos as nossas velas, recebemos imensos presentes lindos e ainda tivemos a surpresa de ter conosco as nossas famílias. Enfim… umas mimadas!!!

Foi um dia muito querido, cheio de luz, amor e paz. Depois de um ano muito complicado Deus deu-me esta alegria de começar esta nova etapa de uma forma tão feliz e especial. Nunca me vou esquecer de nada, mas principalmente da amizade, das gargalhadas e do carinho de todos envolvidos. Senti-me muito abençoada! Obrigada à Maria, a minha #GémeaSeparadaÀNascença! A ideia foi tua, tiveste um trabalhão, gerir 40 mulheres foi “tipo caótico” mas fizeste-o quase com uma perna às costas enquanto eu me fui entretendo com as partes “queridas”. Para o ano, se nos tivermos esquecido das “dores do parto” voltamos ainda melhores! E Obrigada a todas, miúdas giras e bom astral, sem vocês isto não tinha tido gracinha nenhuma!

MB Estoril Challenger

[ A tropa, quase toda, reunida para a foto final ]

Para verem todas as fotografias do MB Estoril Challenger (mais de 200 fotografias) sigam para a página de Facebook da Ieva. [ AQUI ]

Espero que tenham gostado desta mega reportagem. Deu um trabalhão! ; )

 beijinhos

Confraria @ Riviera Guide

Outubro 8, 2015 in IN THE PRESS, LET'S EAT!, MY DESIGNS

Riviera Guide

O Le Bal de la Riviera (Baile da Riviera) pública, anualmente, uma revista destinada a ser distribuida pelos seus ilustres convidados que vêm dos quatro cantos do mundo, a convite do Principe Charles Philippe de Orleans, para participar num dos eventos com mais glamour e projeção organizados em Portugal.

Este ano a revista, The Riviera Magazine, publicou um guia  – “Diana’s Riviera Guide”, com os lugares de eleição da princesa para que os convidados soubessem onde ir na sua visita à Costa do Estoril.

Entre outras, lá estava uma, muito simpática, referência ao restaurante Confraria, recentemente decorado pelo nosso atelier. Daí a minha partilha… Porque não só é um restaurante “mesmo cool” como serve o melhor Sushi de Cascais e arredores! – Se ainda não conhecem, não percam a oportunidade de uma visita na vossa próxima vinda à nossa vila!

Riviera Guide

Restaurante Confraria

“O sinal de neon na parede diz “Best Sushi in Town” e eu concordo – Uma vez que vir a este restaurante é praticamente como ir ao “Paraíso do Sushi”. Situado em Cascais, ao lado da Igreja Matriz, este pequeno restaurante, recentemente re-decorado por Maria Barros, é um lugar alegre, relaxado, confortável e muito acolhedor. Não é propriamente fácil reservar uma mesa. Para além do sushi tem também uma ótima oferta de saladas e funciona como casa de chá durante a tarde. Na esplanada pode desfrutar da sua refeição à sombra de uma extraordinária Buganvília.”

Diana do Cadaval

beijinhos

Confraria – The Best Sushi in Town!

Junho 18, 2015 in LET'S EAT!, MY DESIGNS, MY WORLD OF INTERIORS

Maria Barros Confraria Cascais

Deixem então que vos apresente a renovada Confraria Cascais by Maria Barros Home! Este projeto deu-me um gozo especial fazer, confesso, porque sou cliente deste restaurante há muitos anos e foi com a Confraria que aprendi a gostar de sushi. Um dia, numa entrevista, perguntaram-me se pudesse escolher a minha “ultima ceia” o que seria, e, sem pensar muito, ocorreram-me 3 coisas… uma bola de Berlim do Guincho, um gelado Santini e… um Hot Filadelfia da Confraria. Muito provavelmente acompanhado de um mojito…

Na Confraria come-se realmente muito bem, mas a sua mística vai, e sempre foi, bastante para além disso! – O edifício onde está inserida , aquela esplanada com vista para o largo da Igreja matriz de Cascais, o sino que toca, a buganvília em flor, os amigos que se encontram, o ar descontraído que sempre teve e que encantou, primeiro os Cascalenses mas que rapidamente chegou aos quatro cantos do mundo… Hoje, passados 7 anos da sua abertura, a Confraria é um incontornável ponto turístico desta vila costeira.

Quando me chamaram para esta intervenção, não houve margem para dúvidas que a operação seria sempre delicada. A renovada Confraria não poderia desiludir a sua fiel legião de fãs pelo que o ADN teria de ser respeitado, mantido, mimado… nunca mudado, apenas melhorado. O lay-out não poderia ser alterado e, “melhor”, tínhamos entre 3 a 5 dias para executar o projeto. Ou seja, piece of cake, certo!?

Por ser cliente da Confraria há muitos anos, não tive qualquer receio. Sabia que entendia a dinâmica deste lugar e tive muito poucas duvidas quando me sentei para projetar a remodelação. De qualquer forma o primeiro projeto que apresentei está longe deste segundo e final. A minha primeira abordagem foi, como quase sempre nos meus projetos, de trazer o máximo luz possível para o espaço por isso apresentei muitas superfícies claras que foram chumbadas pelos proprietários.

A segunda apresentação é praticamente uma copia fiel do resultado final. Escurecemos as riscas do teto, os canapés passaram de brancos a laranja, todas as madeiras que eram brancas passaram para um tom carregado de cinza e uma das paredes recebeu uma grade recortada e lacada a preto que deu ao espaço um ar mais dramático.

Houve só dois ou três elementos de que não “abri mão” durante o rápido processo de alteração do projeto e o néon “Best Sushi in Town” foi um deles… Hoje tenho a certeza que fiz bem! Define o espaço. E ainda por cima, não estamos a inventar nada, só mesmo a constatar a realidade. Não há sushi melhor num raio de 500 Kms! Acredita quem aceitar a minha modesta opinião…

De qualquer forma hoje tenho a certeza que a segunda versão resultou melhor do que teria resultado a primeira. Os proprietários e as suas opiniões foram uma chave importante neste processo e não há dúvida que esta é a melhor forma de trabalhar. Quando todas as partes se envolvem e acrescentam algo de positivo!

Este projeto foi feito em Março de 2014 mas tivemos de esperar mais de um ano para o ver tomar forma e luz. Parecia que nunca chegava a hora da Confraria poder fechar as suas portas durante 5 dias, e quando finalmente os proprietários decidiram que não podiam deixar passar mais um dia, não imaginam as queixas que tiveram dos seus fieis clientes, que passavam à porta da obra para tomar justificações e saber novidades. “Quando volta a abrir?” “Obras?? Vejam lá o que fazem à Confraria!” – Um sentido geral de posse até ligeiramente estranho se pararmos para pensar mas que é a prova irrevogável que, quem vem à Confraria se sente, mesmo, como se estivesse em casa!

Confraria by Maria Barros

Confraria by Maria Barros

Confraria by Maria Barros

Confraria by Maria Barros

Confraria by Maria Barros

Confraria by Maria Barros

Confraria by Maria Barros

Confraria by Maria Barros

 

Se quiserem almoçar ou jantar na Confraria Cascais não deixam de reservar!

t.+ 351 21 483 4614

[Confraria no Facebook]

beijinhos

 

Time for Time Out!

Maio 21, 2014 in LET'S EAT!

Ontem fiz um breve post sobre os Globos de Ouro [aqui] em que aproveitei para me justificar por esta minha longa ausência com a desculpa de me ter apetecido desconectar do mundo  cibernauta e me focar um pouco mais no meu mundo e naquilo que está à minha volta.  Mas enganam-se os que pensaram que me fechei, literalmente, em casa. No Sábado passado, depois de uma tarde maravilhosa na praia, fui rumo ao Cais do Sodré para jantar no acabadinho de estrear TimeOut Mercado da Ribeira, que é como quem diz, na nossa Ribeira, gira que se farta, linda como sempre mas bem renovada e de cara muito bem lavada . Para quem ainda não sabe ou não ouviu falar… deixem-me só explicar com três fotos e “duas linhas” de conversa…

[Imagens oficiais do evento retiradas do site A Cidade na Ponta dos Dedos de Sancha Trindade]

Apesar de viver em Cascais, o Mercado da Ribeira é, já há alguns anos, o meu mercado de eleição. Faço a A5 e mais qualquer coisa para ir comprar flores à Alcina, acreditem ou não. Há muito tempo que pensava como era possível estar ali aquele edifício que se ia degradando e abandonando sem grandes perspectivas de dias melhores. O mercado, e quem conhece não me deixa mentir, é lindo… uma obra de arte… ali um bocadinho entregue ao abandono dos maus tratos de tantos anos. Mas o que eu não sabia, porque não vivo neste mundo e sou sempre a ultima (ou quase) a saber seja o que for, é que os planos de renovação já vinham sendo feitos há alguns anos. Começando no dia em que a revista TimeOut ganhou o concurso publico levado a cabo pela Câmara de Lisboa para renovar e transformar o nosso velho mercado no lugar mais cool da cidade.  – E, apesar desta obra estar a ser feita por fases e estarmos agora ainda na fase I, a verdade é que a inauguração da area de restauração do mercado foi uma verdadeira lufada de ar fresco para uma Ribeira que decaía a olhos vistos!

Então o cenário é este… Imaginem uma area de restauração de um shopping onde a oferta é grande mas, às vezes, mediana. Onde cada membro da família pode escolher jantar ou almoçar o que quer, cada um vai buscar a sua refeição e por fim juntam-se numa mesa medianamente satisfeitos, um com um hambúrguer do McDonalds, outro com uma pizza da PizzaHut, outro com uma sandes da Companhia das Sandes e por fim outro com um sushi do Noori… suposições…. – Neste renovado Mercado da Ribeira, a mesma família pode acabar à mesa com uma sandes de patanisca do Olivier, com um hambúrguer do Honorato, com shusi da Confraria e um gelado do Santini. Pronto… é isso! É uma zona de restauração com 500 lugares sentados no interior e mais 200 lugares de esplanada onde a oferta é só e mais nada… a melhor!!! Topam?

Nessa noite jantámos muuuuuuito bem na Confraria que, apesar de estar no Mercado em versão “fast”, não perdeu uma fração da sua qualidade e sabor. Não há duvida que estão de parabéns… A Confraria no Mercado sem dúvida! O mercado em si e a revista TimeOut também. A câmara de Lisboa. Os milhares de pessoas que trabalharam noite e dia para fazer este projeto acontecer.  Todos os restaurantes e marcas que lá estão representados… Valeu o esforço! Lisboa está em Grande!

Oh p’ra mim prontinha para me atracar a uma pratada de sushi…

O pessoal de Cascais não se controla… Com tanta oferta, pois tivemos de ir jantar à Confraria e a seguir comer um gelado no Santini. Falta de imaginação ou Bairrismo ferrenho?! Indiferente… Soube-nos a pato!

Pronto, vamos tentar ignorar o pequeno pormenor de que não pára de chover há 3 dias e vamos, todos, tentar ter uma 4a feira muito agradável, boa?!

BEIJINHOS,

MARIA

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: