The Lunch Box

Maio 22, 2014 in MOVIES & PLAYS

“SOMETIMES THE WRONG TRAIN TAKES YOU TO THE RIGHT DESTINATION”

A história pode parecer inusitada mas os personagens tornam-na palpável pela forma como entram no nosso coração de uma maneira consistente e nos tocam com as suas emoções. A ação passa-se num tempo breve, dentro de uma cultura diferente, numa realidade distante… mas no fundo, na essência, tudo acaba por ser igual…  Nenhuma mulher gosta de viver sozinha num casamento. Não somos talhados para engolir a indiferença. Todos queremos amar e ser amados. Em qualquer parte do mundo, uma mulher casada quer ser respeitada e desejada. Em qualquer parte de mundo e em qualquer condição, a viuvez, feminina ou masculina pode ser uma parede no fluxo dos nossos afetos.  Por outro lado também pode ser uma libertação. O rótulo de “reformado” pode significar o princípio do fim. Um abismo difícil de encarar, ou não… pode ser o principio de uma vida vivida sem a corrente da rotina. Em qualquer parte do mundo duas pessoas podem apaixonar-se vindas do abandono afetivo. Em qualquer parte do mundo duas pessoas podem juntar-se pelo prazer de comer… e neste filme come-se muito. Tanto quanto se cozinha…

Esta história passa-se em Bombaim. Ila (Nimrat Kaur) uma mulher mal casada com 30 anos e Saajan (Irrfan Khan) um viúvo amargo e solitário a dias da reforma, encontram-se de uma forma insólita e inesperada. Uma improbabilidade do destino faz com que as suas vidas se cruzem por frases escritas em bilhetes guardados numa marmita de lata que se perde num sistema, supostamente infalível, de entrega de lancheiras – o centenário Dabbawala.

Não vos vou contar mais nada mas não deixem de ir ver A Lancheira! E não se esqueçam.. Por vezes o comboio errado pode levar-nos para o destino certo!

BEIJINHOS E BOM FIM-DE-SEMANA!

MARIA

And the BAFTA for best dressed goes to….

Fevereiro 17, 2014 in FASHIONABLE

A red carpet dos BAFTA Awards (British Academy of Film and Television Arts) é, sem duvida, a “parente pobre” das Red Carpets desta temporada. Não estou a falar da importância dos prémios…. Mesmo, e só, do aparato da Passadeira Vermelha. Começa por não ser tão bem organizada… nas “red carpets” americanas tudo é estudado ao minuto, as atrizes vão chegando de uma forma cronometrada e as entrevistas seguem-se umas às outras de uma maneira metódica e organizada. Nos BAFTA a coisa é mais à europeia em todos os sentidos. Os apresentadores parecem sempre ligeiramente desorganizados e sem perceber ao certo quem chega… parece tudo bastante mais improvisado. Depois está sempre um frio descomunal… quando não está mesmo uma tempestade de chuva e vento, como foi o caso do ano passado. Claro, não há milagres… Fevereiro em Londre?! Onde estavam com a cabeça quando decidiram esta data? Vejam lá se os Franceses não fazem o seu festival de cinema de Cannes em Maio?? Claro… chama-os de parvos! – Seja como for, os homens sempre passam com mais à vontade… agora as mulheres… com vestidinhos sem mangas?! Pobres… o ar de sofrimento nem nos deixa gozar o momento. Por isso eu não sou fã desta Red Carpet… sofro por elas… não vos sei explicar! É mais forte que eu! – Mas mesmo assim vejo! Por isso não queria deixar de fazer o meu post sobre as minhas preferidas…. ( e reparem como estou a melhorar em timming!!! Os prémios num dia e o post logo no outro! – Eu faço-me! Qualquer dia estou a postar em simultâneo! ; ) Just Kidding!)

LUPITA NYONG’O

CHRISTIAN DIOR COUTURE

Esta rapariga, converteu-se, literalmente, na Red Carpet Queen de 2014! – Faz consequentemente escolhas acertadas e não há como não ficar rendida à sua elegância e bom gosto! Ou antes, ao bom gosto da sua stylist e ao seu bom senso. Sim porque ninguém acha que é ela que faz estas escolhas por si, certo? O tempo dessa nossa ingenuidade já lá vai… correto, amigas?! Hoje em dia sabemos que as pessoas que vestem estas celebridades são, algumas delas, celebridades no seu próprio direito. Casos como o de Rachel Zoe são exemplos de como as pessoas responsáveis pelo sucesso destas actrizes nas passadeiras vermelhas são quase tão importantes para a projeção das suas carreiras, como o seu desempenho nos filmes em que participam. Serem boas atrizes vale-lhes bons papeis, serem notadas e fotografadas nas passadeiras vermelhas, vale-lhes contratos milionários de publicidade e box office. Isso traduz em melhores papeis e cachês milionários. That’s how it goes!

LINDA sem mais palavras! Este vestido verde esmeralda foi uma escolha mais que acertada e a verdadeira joia naquela passadeira ligeiramente “boring”. AMEI mesmo! O meu favorito da noite!!!

ANGELINA JOLIE

SAINT LAURENT

OMG…. o que são estes dois???!!!! – São realmente um casal “visualmente irrepreensivel”. Nunca saberemos ao certo de são mesmo felizes, se ela é realmente desequilibrada, se a vida com aqueles milhares de filhos é mesmo um inferno ou se tudo é um mar de rosas … mas que são os dois LINDOS de mais e que arrasam quase sempre que aparecem publicamente, isso ninguém pode negar!

Eu achei a escolha dela uma das mais inteligentes e acertadas da noite. Calças e blazer parece-me muitíssimo bem numa noite gelada de Fevereiro. Mas não são umas calças e um blazer quaisquer… estamos a falar de um Le Smocking YSL original.

Acho que todas as mulheres deviam ter o direito a um Le Smocking na vida. Devia ser uma obrigação da Segurança Social oferecer-nos um destes quando chegassemos à idade adulta. Entre tantas outras coisas que a Segurança Social nos podia oferecer… ; ) E pronto… estava feito. A partir daí sabíamos que, em qualquer situação mais formal, fosse verão ou inverno, tivéssemos ou não a depilação feita, a barriga em ordem ou o tom da pele perfeito, iríamos sempre parecer bem. Um verdadeiro KIT Primeiros Socorros para festas! – Mas para ser tinha que ter a etiqueta YSL. Um dia, não há muito tempo, caí no erro de ir experimentar um smocking da Zara e o resultado foi gravíssimo. Nunca caiam nessa tentação. Melhor fazer um “porquinho” e no dia em que o “porquinho” estiver bem “gordinho” com 2500 € na “barriguinha”, então fazemos a compra certa.

Amei este look! – O cabelo, a maquilhagem, o brinco, o laço desfeito, a camisa, o sapato de verniz e… o marido! Também! Muito bem escolhido sim senhor! – A malta grama mesmo este casalinho!!

 

NAOMIE HARRIS

GUCCI

Eu lá podia ser indiferente a um vestido cor-de-rosa com um cinto preto!!?? …. Claro que adorei! – Adorei várias coisas, para além da conjugação das cores. Adorei o decote vertiginoso e a racha muito pouco comedida. Sempre que um vestido ou um outfit deitam por terra uma destas “regras da moda”..  (regra #546 – temos que escolher entre mostrar muito decote ou muita perna) acho sempre alguma graça. Especiamente neste caso em que com o decote até ao umbigo e a racha até a virilha, a atriz estava chiquissima e com o ar mais seleto e elegante do mundo. Uma questão de atitude amigas! Atitude e bom ar! – Ajuda muito!!

Adorei também as mangas nos 3 ºC Londrinos! – Gostei do cabelo, do brinco, da cor das unhas… gostei de tudo! Estava linda e com um ar distintíssimo!!!!

Bom… tenho de ir trabalhar! – A conversa estava maravilhosa mas hoje é segunda feira e eu tenho muita coisa para fazer! – Imagino que vocês também por isso, bora fazer pela vida !!! : )

BEIJINHOS E BOA SEMANA DE TRABALHO PARA TODOS!!!!

MARIA

 

70’s SEXY GLAM – Dream Costume Design

Janeiro 28, 2014 in FASHIONABLE, MOVIES & PLAYS

Desculpem lá as que já começam a ficar fartas com esta minha ligeira obsessão por cimena. Ainda por cima com a aproximaçãoo dos Oscares a coisa agrava-se substancialmente, eu sei.

Na 6ª feira fomos ver o The Americarn Hustler (A Golpada). Nem me vou começar aqui a estender em elogios porque imagino que já deva ter sido tudo dito. Candidado a 10 oscares da academia… o filme é colossal. Obrigatório, mesmo! – Parece que tem tudo a seu favor… Uma história baseada em factos verídicos belissimamente contada por David O. Conner que mostra aqui, mais uma vez, ser um dos melhores realizadores da actualidade. O cast é do outro mundo…. o set design também está muito bem conseguido. Mas, queridas amigas… O que é que era aquele guarda roupa??

A única coisa que vou fazer hoje é mesmo só BABAR bastante para o guarda roupa da Amy Adams. A sério… Meu Deus… o que era aquilo?! – Sai da sala de cinema cheia de vontade de vestir um DVF wrap dress com um decote só um bocadinho mais comedido que os decotes da Sydney, umas tribute YSL douradas, um colar Gucci e  uns óculos Tom Ford daquels bem grandes. – What can I say?! Apaixonei-me pela personagem interpretada pela Amy Adams. Ela até pode não ganhar o Oscar, mas ninguém se vai esquer dela neste filme. Da forma intensa como interpretou este personagem… Depois deste filme, nenhum homem vai voltar a olhar para a “doce e singela” Amy da mesma forma! – Trust me! : ) Acho que, de uma maneira ou de outra, saímos TODOS da sala apaixonados por ela…

Escolhi algumas fotos em que a podem ver com autênticos modelos vintage DVF e Halston, acessórios Gucci e YSL. Alguns vestidos são interpretações do maravilhoso Costume Designer Michael Wilkinson que está mais do que de Parabéns por este seu projeto. Não há nenhuma cena em que não seja evidente uma atitude livre e natural em relação à moda. Vestidos justos e decotes profundos transmitem-nos a perfeita imagem do Glamour Sexy dos anos 70. Há sempre uma sensação de poder e liberdade quando olhamos para Sydney Prosser e é exatamente isso que nos atrai tanto em relação a ela!

Pronto… vou-me calar! – vejam o The American Hustler e depois venham-me cá dizer se eu não tinha razão!!!

Já agora não deixem de ver este curto video em que passam uma pequena parte da cena em que a Sydney tem acesso, pela primeira vez, a vestidos esquecidos por clientes ricos no quarto dos fundos da lavandaria do namorado. O wrap dress verde foi uma das imposições do realizador que quando esteve a fazer a sua pesquisa e encontrou a capa da News Week de Março de 1976 (em que a Diane Von Furstenberg foi fotografada com o seu iconico green wrap) achou que o teria de incluir de alguma forma no filme. Michael e a sua equipa acabaram por o encontrar numa loja vintage on-line. Se tivesse sido hoje e porque o wrap dress esta a comemorar os seus 40 anos, eles não teriam que ter procurado tanto. Bastava terem ido ao site DVF, porque foi feita uma reedição de originais em que este green print esta incluído. Ou seja, se alguém estiver com muita vontade de um 70’s revival, basta seguir o link da foto. Já fiz o trabalhinho todo por vocês… agora é mesmo só comprar!

[www.DVF.com]

BEIJINHOS PARA TODAS,

MARIA

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: