My Favourite Love Songs #4

Maio 27, 2014 in BOOKS & SONGS, MOVIES & PLAYS

Este post é um “mega-mix” sobre uma das minhas canções de amor preferidas de todos os tempos misturada com um filme que marcou a minha adolescência como um ferro quente! – Tenho de ter, pelo menos, uma mão cheia de leitoras a concordar comigo… Principalmente se forem raparigas da minha idade. Depois de ver o filme quem não sonhou, pelo menos uma vez, com o Jeff Bridges?? Hum?!… Acho que aquele ideal de homem (que era uma mistura indissociável entre o ator e o personagem) me perseguiu nos anos seguintes e na verdade, para meu grande espanto, não se encontravam Jeff Bridges ao virar da esquina o que foi tornando o processo de arranjar um namorado complicado para os meus lados. Ainda hoje quando revejo uma cena daquele filme continuo a achar que estava tudo certo. O tom de pele, a barba, o cabelo aloirado pelo sol, o corpo… naquela altura confesso que também gostava de pensar que ele era jogador e football americano (vai-se lá saber porquê mas sempre tive um fetiche por aqueles desportistas transpirados com umas grandes ombreiras ) e que conduzia, “à maluca”, um porsh encarnado. Ainda por cima, no filme, nutria um amor proibido por uma morenita magra e de cabelo curto que, naquela altura, até achei que encaixava ligeiramente no meu gênero, ou seja, fora os seios volumosos e a conta bancária, nem sequer me fazia grande concorrência. A somar a isto tudo, o amor entre os dois não só era proibido  como forte, sofrido e complicado… aquilo era só somar pontos! Ou seja, se algum dia eu me cruzasse com um Jeff (verdadeiro ou parecido) fosse no México, numa ilha tropical, num sonho ou down town Cascais, entre nós provavelmente iria estalar uma química brutal porque teríamos tudo para dar certo! 🙂

E pronto… Deixo-vos com a maravilhosa e intemporal Against all Odds de Phill Collins. Musica de 1984 feita propositadamente para a banda sonora do filme com o mesmo nome. Na altura foi nomeada para Oscar de melhor música original, mas perdeu, incrivelmente, para “I just call to say I love you” de Steve Wonder (a sério?!). Como diria um cliente meu, os prémios valem o que valem. Valem por quem os escolhe! – Eu cá escolho a música do Jeff, ou do Terry… vá… escolho a música do Phill …. pronto! Gostos não se discutem!

Against All Odds (Take A Look At Me Now)

How can I just let you walk away?
just let you leave without a trace
When I stand here taking every breath with you, ooh
You’re the only one who really knew me at all

How can you just walk away from me,
when all I can do is watch you leave
‘Cause we’ve shared the laughter and the pain
and even shared the tears
You’re the only one who really knew me at all

So take a look at me now, ‘cause has just an empty space
And there’s nothing left here to remind me,
just the memory of your face
Just take a look at me now, who has just an empty space
And you coming back to me is against the odds
And that’s why I’ve gotta take

I wish I could just make you turn around,
turn around to see me cry
There’s so much I need to say to you,
so many reasons why
You’re the only one who really knew me at all

So take a look at me now, ‘cause has just an empty space
And there’s nothing left here to remind me,
just the memory of your face
Just take a look at me now,
‘cause there’s just an empty space

But to wait for you, is all I can do
and that’s what I’ve gotta face
Take a good look at me now, ‘cause I’ll still be standing here
And you coming back to me is against all odds
and that’s what I’ve got to face

Take a look at me now

 

Só para “babar” um bocadinho… vejam lá o trailler original do filme! Que saudades!

 

UM BEIJINHO E BOA 3A FEIRA,

MARIA