Happy Birthday Máxima!!

Outubro 3, 2013 in IN THE PRESS, MY WORLD OF INTERIORS

A revista Máxima faz 25 anos!!!

Quem ainda se lembra da primeira edição??

…Eu não estava em Portugal nessa altura. Estávamos no ano de 1988 e eu tinha-me mudado de armas e bagagens para a Florida onde vivi durante um ano.
Até àquele ano, as minhas revistas de moda resumiam-se à Elle francesa que a minha mãe sempre fez questão de assinar, (acho que muito impulsionada pela minha irmã, que sempre foi apaixonada por moda) e à Hola! Moda, que era uma inspiração semestral, sempre cheia de kits giros que tentávamos reproduzir com uma ida ao Souza no Chiado ou aos Bispos na Parede e com as mãos de fada de umas das costureiras que nos foram vendo crescer. Falo de uma era anterior à existencia da Zara meninas! : )  Isto é, praticamente, uma conversa jurássica…
Nesse Setembro, foi com a maior alegria que recebi a noticia, por carta, que a minha irmã fez questão de me dar em primeira mão, que tinham nascido duas revistas de moda em Portugal. Era o fim do longo deserto que atravessámos na nossa juventude… Por isso, por ter sido pioneira num país adormecido e meio cinzento, por ainda cá estar ao fim destes anos todos e por nos continuar a inspirar… Muitos parabéns Máxima!

Entretanto, claro que fiquei mais que feliz com o convite que a revista me fez, a mim e mais 3 ateliers de decoração, para criarmos, o que seria, o cenário ideal para a Máxima celebrar esta idade especial!

UMA MESA DE FESTA!

Para perceberem um pouco mais do conceito por trás desta mesa de festa, deixo-vos as perguntas que a jornalista Diana Bastos me fez para poder elaborar o texto que acompanhou as fotos.

Qual é o conceito por detrás da mesa apresentada?

Uma mesa de festa. Feminina, chique e divertida…. como eu imagino a mulher Máxima.
A prova que não são precisos muitos artefactos para se organizar uma pequena festa. Com um bolo que assuma os traços de personagem principal, peças de prata, flores frescas, velas e champanhe até podemos usar pratos e guardanapos de papel (tipo cocktail), porque na verdade uma festa é sempre mais divertida se pensarmos que no fim não temos loiça para lavar.

Como definiriam o vosso estilo? (aquilo que distingue o vosso trabalho dos demais)

Gosto de trazer felicidade para as casas e os espaços que decoro. Isso passa por um bom aproveitamento e organização do espaço, por usar a cor de uma forma criativa, misturar formas e texturas de uma maneira original. Um projeto de decoração tem que ser um processo divertido. Sério, claro, mas fun. De outra forma não tem graça nenhuma….

Independentemente do estilo, quais são as principais regras que temos de observar quando montamos uma mesa de festa?

Sou adepta de pouco planeamento e de fazermos aquilo que sentimos no momento. Se o bolo de aniversário for o grande protagonista, tudo o resto vem por acréscimo. Gosto das minhas mesas coloridas e divertidas. Festa é festa! E um aniversário é dos motivos mais bonitos que temos para festejar!

O que é que nunca pode faltar (além dos essenciais)?

Flores frescas e algumas peças decorativas especiais. Um castiçal de prata ou um búzio de coleção. Gosto sempre de tornar as minhas mesas o mais pessoais possível. Até uma moldura com uma bonita fotografia do aniversariante pode dar um ar diferente e divertido à nossa mesa de festa!

E os erros mais comuns a evitar?

Colocar garrafas de refrigerante misturadas com pacotes de sumo em cima de uma mesa, mata qualquer decor. Outra coisa que me agonia é ver um cinzeiro usado e esquecido numa mesa de festa. Toda a decoração pode e deve ser simples mas durante a festa devemos ter o cuidado de ir fazendo alguma manutenção que evite que o ambiente se deteriore e que a decoração se estrague por completo.

Numa epoca de crise como a que vivemos existem soluções criativas para darmos a volta ao orçamento?

Com ou sem crise, acho que se deve simplificar sempre. Não vale a pena fazer 10 bolos e 15 sobremesas quando na verdade se tivermos um bonito bolo e uma otima sobremesa os convidados ficam igualmente contentes. Em vez de champanhe, existe sempre a possibilidade de brindarmos com lambrusco rosé que, pessoalmente, até prefiro. Parece-me que basta pôr a nossa imaginação a funcionar e não acho nada que tenha que ser necessariamente muito caro receber em casa um grupo de amigos.

Agradecimentos Super Especiais a Festa do Bolo (aqui) que executou na perfeição o bolo e os cupcakes que eu ideializei para esta festa e à Topázio (aqui) que, com as suas requintadas peças de prata, tornou esta minha mesa muito mais elegante!

Espero que tenham gostado e que se tenham inspirado para festas futuras nas vossas vidas! Quem tiver ficado com curiosidade para ver as outras 3 propostas (da Casa do Passadiço, do atelier Sá Aranha & Vasconcelos e dos Oito em Ponto) … não deixe de comprar a Máxima deste mês, até porque será sempre um numero a guardar!

Um beijinho,

Maria

In English

Portuguese Máxima magazine  just turned 25!! – Who still remembers the first edition?

I was not in Portugal at that time. It was the year of  1988 and I had just moved  to Florida where I lived for a year.
Until that time, my fashion magazines were the French Elle that my mother always made sure to subscribe (I think very driven by my sister, who has always been passionate about fashion) and Hola fashion, that was an inspiration every 6 months, always full of beautiful outfits that we tried to mimic with a trip to Souza in Chiado or Bispos in Parede  and the fairy hands of one of the seamstresses that watched us grow. I speak of an era before the existence of Zara girls! 🙂 This is practically a Jurassic talk …
In September, it was with great joy that I received the news in a letter, that my sister made sure to give me first hand, that two fashion magazines were born in Portugal. It was the end of the long desert we crossed in our youth … So, for still being here after all these years and for still being and inspiration  … Congratulations Máxima!

That been said, of course I was super happy with this invitation made by Máxima to come up with a birthday setting to help them celebrate this great 25 years in style!

 

To help you understand a bit more about the concept behind this party table , I leave you with the questions that the journalist Diana made me to be able to prepare the text that accompanied the pictures .

 

What is the concept behind the table presented ?

A party table . Feminine , chic and fun …. as I imagine the Máxima woman.
The proof that you don’t need many artifacts to put together a small party . With a cake as leading caracter , silver pieces , fresh flowers , candles and champagne we can actually get away with paper plates and napkins, because in fact a party is always more fun if we think that in the end we won’t have dishes to wash .

How would you define your style? ( what distinguishes your work from others )

I love to bring happiness to the homes and spaces that I design . That goes for a good use and space organization, using color in a creative way , mixing shapes and textures in a unique way . A decorating project has to be a fun process . Serious, of course, but witty.  Otherwise it’s no fun ….

Regardless of the style , what are the main rules that we observe when we set up a party table ?

I prefer not great planning and do what we feel at the moment. If the birthday cake is the great protagonist , everything else comes by accretion . I like my tables colorful and fun . Party is party! And a birthday is the one of the nicest reasons we have to celebrate !

What do you think is mandatory?

Fresh flowers and some special decorative pieces. A silver candlestick or a beautifull shell. I always like to make my tables as personal as possible. A nice frame with a beautiful picture of the birthday boy or girl can make a difference and make our party table unique.

And the most common mistakes to avoid?

Plastic soda bottles and paper juice packaging will kill any decor .A dirty ashtray can be an agony  in a party table . All decoration can and should be simple but during the party we must be careful to keep doing some maintenance that can prevent the environment from deteriorating and the complete damage of the decor .

In a time of crisis like the one we live there are creative solutions to keeping in the budget?

With or without a crisis , I think one should always simplify . its never worth making 10 cakes and 15 desserts when in fact if we have one beautiful cake and one great dessert our guests will be happy anyways . Instead of champagne , there is always the possibility of toasting with lambrusco, which I personally prefer . I think we have to put our imagination to work, but don’t think that it has to be necessarily very expensive to receive at home a group of friends .

 

 

Special thanks to Festa do Bolo (here) that performed flawlessly both the cake and the cupcakes that I idealized for this party and Topazio (here) that, with their exquisite pieces of silver, made this table just that bit more elegant!

I hope you liked my party table and that it has inspired you for future parties! The ones of you who are curious to see the other three proposals (da Casa do Passadiço, do atelier Sá Aranha & Vasconcelos e dos Oito em Ponto) … be sure to buy this issue of Máxima, because it will always be an issue to keep!

XOXO,

MARIA