Graffiti Fever

Janeiro 26, 2015 in MY DESIGNS

Graffiti

O Salvador, no seu quarto de sempre, tem uma parede com um grande mapa mundo que ele adora. Gosta tanto que quando começámos a pensar em remodelar os espaços no sótão para os transformar em quartos (há mais de um ano), ele começou por dizer que queria voltar a ter um mapa igual… Mudar é sempre um stress acrescido na vida de uma criança e por vezes levar consigo as suas referencias visuais pode ser uma forma de proteção. Mas desde essa altura, até agora, o Salvador passou, literalmente de criança a adolescente e em Dezembro, quando lhe voltei a falar no quarto, já não mostrou qualquer vontade particular em que o mapa transitasse com ele. Também não fez nenhum pedido especifico para a decoração a não ser o facto que gostava muito de herdar a mesa de matraquilhos do pai (que ainda estava em casa da avó) e que a decoração tivesse alguma alusão ao seu club do coração … o Benfica. Sugeriu… Uma águia?! Oh… Meu Deus!!!

Seja como for pude planear a decoração sem grandes interferências mas, claro, sempre a tentar pensar com uma cabeça de 13 anos. Quase sedi ao devaneio da “águia” mas depois tomei um calmante e acordei para a vida. O que seria?! Era mau demais.

Pensei que se fosse rapaz iria adorar ter uma parede toda Graffitada. Muito possivelmente ele iria adorar graffitar a sua própria parede mas aí entram os meus limites de decoradora, certo?! – Liberdade de expressão é ótimo e eu promovo bastante mas calma. Para já e aproveitando que quem manda ainda sou eu, claro….

E foi assim que surgiu este ideia de contratar uma graffiter profissional para fazer um mega mural no quarto do Salvador. Eu fiz um esboço da ideia e a Catarina executou na perfeição.

O Salvador, desde o inicio, fez questão de não se envolver muito no projeto porque queria ser surpreendido, por isso ainda não viu nada. Sabe que vai ter uma parede graffitada mas a esta hora talvez ainda ache que voa por lá uma águia encarnada…

Salvador

Graffiti

Foi a primeira vez que trabalhei com Graffiti em decoração. Já tinha proposto antes, para projetos, mas nunca tinha seguido em frente. Acho que é preciso uma pequenina dose de loucura boa e coragem para alinhar num graffiti… principalmente pelo seu caráter espontâneo.

A coisa que mais me impressionou foi o facto de todo o mural ter sido feito (literalmente) numa tarde. Graffiti é uma arte muito imediata e por isso, ideal para a fauna dos apressados e impacientes. Ao meio dia a parede estava branca, às cinco da tarde estava de cair para o lado de gira! – Agora só espero que o Salva também goste!!

beijinhos

 

Graffiti

My son Salvador, in his room, has a wall with a large world map that he loves. He likes it so much that when we started thinking about transforming the attic  into their bedrooms (more than a year ago), he began wanting to take the world map to the new room … Change is always a plus stress fact in a child’s life and sometimes keeping their visual references can be a form of protection. But since then, until now, Salvador went, literally, from childhood  to teenage hood and in December, when I returned to him with this project  thing he no longer showed any particular desire on having the world map in the new room. He actually didn’t have many specific requests for the decoration but the fact that he would like to inherit his dad’s football table (which was still at Grandma’s house) and the decor had some allusion to his soccer team at heart … Benfica. He even suggested … An eagle?! Oh … God, no please !!!

Anyway, I actually planed the all thing without major interference but, of course, I always tried to think with a mind of a 13 year old. I almost felt for the eagle thing but I was smart enough to stop it before it started. It would have been to bad of an idea…

I thought he would probably love to have a graffiti wall. Quite possibly he would love to graffiti it  himself but then my interior designer boundaries spoke louder. – Freedom of expression is great and we promote it around the house but not quite so much to that extend. At least for now and taking advantage of the fact that I am still the boss around here.

And so I came to hire a professional artist to paint a wall mural at Salvador’s bedroom. I made a sketch of the idea and Catarina ran it perfectly.

Salva, from the beginning, made sure not to get very involved in the project because he wanted to be surprised, so he hasn’t  seen anything yet. He knows we had Catarina over and that she painted a mural but perhaps he’s thinking there’s a red eagle in the house… pore thing!

xoxo