David Bowie 1947-2016

Janeiro 11, 2016 in BRIGHT MINDS

tumblr_ngyjdgzNGa1rf1jvro1_1280

tumblr_ngyjcttowt1rf1jvro1_1280

tumblr_ngyjc9lnmQ1rf1jvro1_1280

tumblr_ngyje0DW2b1rf1jvro1_1280

[por Mario Testino – 2016 ]

Na minha idade dos sonhos, naquela altura da vida em que já não somos crianças mas estamos ainda a milhas da vida adulta, eu tinha uma mão cheia de ídolos (como maior parte das raparigas da minha idade) alguns deles relativamente improváveis e menos evidentes…

Paul Newman porque o achava, realmente, lindo de morrer, o epíteto do que um homem devia ser. O Principe Filipe de Espanha (eu sei, não gozem… ) porque era um príncipe de verdade, pronto, e também porque andava na escola naval e eu teria, já na altura, um fetiche por homens de farda. (casei-me com um piloto) Os quatro Beatles  porque, apesar de não deverem muito à beleza, eram os músicos mais talentosos que eu conhecia. Tom Cruise porque fez o Top Gun, pronto acho que não precisa de mais explicações. (casei-me com um piloto) Ayrton Senna porque era o mais rápido e o mais corajoso e o mais giro e eu sonhava secretamente que um dia ele vinha numa mota e me levava para nos casarmos em Angra dos Reis. (casei-me com um piloto e adivinhem… (?) fomos de Lua de Mel para Angra dos Reis) E David Bowie porque, de todos, era o mais COOL!

Tive a sorte de estar pessoalmente com dois deles quando vieram a Portugal. Na altura não tínhamos ainda uma máquina fotográfica acoplada às falanges como temos hoje em dia… Alimentavamo-nos daquilo que os nossos olhos viam e a alma sentia e esses momentos ficavam para sempre no nosso coração. E no meu coração de miúda, ficaram dois encontros estratosféricos. … com Ayrton Senna, nos bastidores do grande prémio do Estoril na tenda da McLaren (incrivelmente o pedido de casamento não aconteceu…) E com David Bowie, à porta do Hotel Ritz em Lisboa. Hoje quando ouvi a noticia da sua morte, lembrei-me desse dia, do dia em que assisti ao melhor concerto da minha vida no Estádio José de Alvalade, de noites na Ericeira a dançar Heroes, de uma viajem de jeep com Space Oddity aos gritos e da ultima vez que estive no Victoria & Albert Museum e esperei duas horas na fila para ver a exposição David Bowie is e teria esperado mais tempo se fosse preciso porque não houve nada naquela exposição que não tivesse valido a pena…

Ontem morreu o homem mas nasceu uma lenda. Para sempre… o mais COOL de todos!

Que a tua estrela brilhe sempre e nos continue a inspirar!

beijinhos