My Happy (Tropical) Home

Agosto 1, 2016 in MY DESIGNS, MY WORLD OF INTERIORS

DSC_6082

Ui… esta reportagem já estava prometida há algum tempo…

Como alguns de vocês se devem lembrar, depois de ter mudado a Clarinha e o Salvador de quarto e de ter feito aquela pequena obra no sótão, nasceu-me uma vontade, que foi crescendo, de remodelar outras divisões da casa. E assim fui fazendo… No verão passado acabei por re-decorar o primeiro andar, transformando o antigo quarto do Salva, num Escritório/Quarto de Visitas e lavei a cara ao meu Quarto e Quarto de Vestir que ficaram mais românticos, vestidos com cores suaves e acolhedoras. Depois, mas ainda no verão passado, mudei a Sala de Estar/Jantar, Lavabo e Hall. Acabei por deixar o pior para o fim… que era a Cozinha e as Casas de banho. Ainda não tive coragem acreditam!? Tudo tem sido a desculpa perfeita para adiar a obra mais um mês… e é assim… isto de adiar, depressa transforma um mês num ano e foi o que aconteceu. Ainda tenho essa missão por cumprir e não quero chegar ao fim do ano sem que aconteça por isso tenho mesmo de pôr mãos à obra!

Há pouco tempo, trouxe a Teresa cá a casa e tirámos estas fotografias que hoje vos mostro. O meu Hall que tinha uma papel gráfico preto e branco passou a esta selva urbana. Este papel de parede que ficou eternizado pelo Beverly Hills Hotel, continua a ser um dos meus papeis fetiche. Adoro ainda mais agora que, finalmente, o tenho na minha casa!

Na verdade a mudança não foi assim muito grande. Mantive a mesma consola que tenho desde que viemos para esta casa. As cadeiras, agora forradas com este tecido de palmeiras também são da primeira decoração, ou seja, têm já conosco 15 anos. Foram pintadas e troquei o tecido. Não mudei o pavimento porque ainda adoro este mosaico hidráulico que escolhi no inicio da construção da casa. A sanca já era preta e assim ficou e as lanternas de teto também são as mesmas desde sempre.

A maior mudança foi feita na substituição da guarda de escada e na aplicação de moldados. Um generoso espelho, planeado à medida da consola, tornou o hall visualmente maior.

O candeeiro girafa é a “pièce de résistence”, a peça mais divertida e com mais personalidade que acaba por dar um toque irreverente a uma decoração aparentemente “certinha”. Adoro!

DSC_5856

DSC_5883

DSC_5868

DSC_5866

DSC_5859

DSC_5858

DSC_5885

DSC_5920

DSC_5868

DSC_5893

Defendo sempre que o Hall deve ser o cartão de visita da nossa casa. É aqui que podemos criar o mood, arriscar, dizer o que somos, como somos… Este Hall sou eu, somos nós! Definitivamente tem a nossa onda, o nosso vibe and I like that!

Espero que vocês também tenham gostado e se tenham inspirado para remodelações futuras! Diga-me o que acharam. Melhor ou Pior que o anterior??

beijinhos

 

DSC_6075

Welcome Spring!!

Maio 19, 2016 in MY DESIGNS, MY WORLD OF INTERIORS

_DSC7589

Como tinha ficado prometido, aqui estou eu para vos mostrar o meu Alpendre em versão Summer 2016.

Quem me vai seguindo e lendo, sabe que de todos os espaços da minha casa, acho que este acaba por ser aquele em que passo mais tempo durante os meses quentes, por isso sempre fiz questão de me rodear de peças que gosto e de todas as comodidades necessárias para que todos estejamos confortáveis e felizes no nosso jardim.

Adoro almoçar no alpendre e adoraria também jantar muito mais vezes não fossem as noites de Cascais serem, quase sempre, frias. Mas naquelas raras noites de calor, não tenham uma duvida… é lá que me vão encontrar.

Num mesmo espaço, consegui encaixar uma zona de estar, de refeições, uma area de apoio, e ainda uma zona de espreguiçadeiras para podermos apanhar ao sol.

DSC_6515

DSC_6522

ALGUMAS DICAS SOBRE ESTE ESPAÇO EXTERIOR

  1. A Consola, o Espelho e até o Sofá são peças que inicialmente estiveram no interior de casa e depois acabaram aqui. Pintados com tinta resistente a exterior, ganharam uma nova vida e têm resistido perfeitamente às agruras do tempo.
  2. As novas cadeiras são todas laváveis e empilháveis. Não podia ser mais prático!
  3. Tenho um cabide para pendurar as toalhas que usamos na piscina e prefiro sempre ter Fautas porque secam com mais rapidez. De qualquer forma guardo sempre algumas toalhas turcas brancas de reserva para quem chegue desprevenido.
  4. Os colchões das esperguiçadeiras são forrados com capas de tecido turco branco para máximo conforto
  5. Tenho também sempre matinhas de reserva para as tardes e noites mais frias. (Na fotografia podem vê-las nas espreguiçadeiras. Adorei estas de riscas da IKEA)
  6. Acho importante ter um ponto de luz elétrica mas a luz que mais gosto no jardim é a luz das velas. Tanto nas mesas de apoio como na mesa de refeições.
  7. Adoro os meus canteiros, que eu própria plantei no verão passado com a preciosa ajuda do meu querido marido. Durante muitos anos deleguei essa tarefa a empresas de jardinagem e por qualquer motivo as plantas acabavam todas por morrer porque eu nunca lhes dedicava a atenção devida. Como eu não me envolvia emocionalmente a coisa não fluía. No verão passado, um dia fomos à IKEA e viemos carregados de plantas. Passámos uma tarde a mudar a terra aos vasos e a plantar cada planta com a atenção que merecia. Penso que por isso ainda vivem felizes nos quatro canteiros que separam o nosso alpendre do jardim.
  8. A  mesa de refeições pode ser a grande protagonista de um espaço exterior. As melhores memórias, as melhores conversas e as gargalhadas da vida… estão quase sempre associadas a uma bela refeição. À família reunida à volta de uma mesa. A amigos que se juntam para beber uma sangria ou simplesmente para celebrar a vida. Adoro ir decorando a minha mesa de formas diferentes e confesso que acaba por ser aqui que, mudando o serviço, os acessórios e os centros de mesa, de uma maneira simples, menos dispendiosa e fácil conseguimos lavar a cara de espaço, dar-lhe uma nova identidade. Uma mesa, muda totalmente o vibe da decoração e isso agrada-me!

DSC_6552

_DSC7828

_DSC7618

_DSC7580

_DSC7802

 

Alpendre

_DSC7793

_DSC7796

_DSC7610

DSC_5847

_DSC7810

_DSC7812

_DSC7811

Alpendre MB Home

Como se devem lembrar, a ideia para este post começou com uma ida minha à Ikea que inicialmente era apenas para comprar plantas e renovar os canteiros mas que acabou, por força das várias tentações, numa bagageira atulhada com um monte de peças lindas e que ajudaram neste resultado final. Porque é nos detalhes que está a magia, quase sempre, deixo-vos com a minha Lista de Favoritos. Espero que seja uma inspiração para fazerem com as vossas varandas, jardins e alpendres o que eu fiz com o meu… Uma preparação intensiva para a Primavera.

As Minhas Escolhas IKEA

 

1. Tecido a metro IKAT – Sommar 2016

2. Copos de papel Sommar 2016

3. Prato Marcador Riscas pretas e brancas Tickar / Prato Raso turquesa Fragrik / Tigela Sommar

4. Jarro de vidro com tampa IKEA 365

5. Guardanapos de papel Sommar 2016

6. Musa Banana

7. Tabuleiro Sommar 2016

8. Vaso com suporte Socker

9. Faqueiro Skuren

10. Garrafa de Mesa com tampa IKEA 365

Se quiserem ver toda a Coleção de Verão sigam o link [AQUI]

Espero que este post vos tenha inspirado e deixado com vontade de tardes de sol, jantares al’fresco, horas de leitura numa sombra escondida, conversas com cerejas ou cerejas com conversas, olhar as estrelas abraçadinhos a quem mais gostam … seja o que for que vos der mais prazer, abram as portas e deixem este ar entrar… a Primavera chegou!!

beijinhos

Volta Primavera, tás perdoada!

Maio 17, 2016 in MY DESIGNS, MY WORLD OF INTERIORS

Alpendre Maria Barros Home

[Mesa de Exterior “vestida” para a Primavera pela IKEA  – AQUI ]

Uma vez lí em qualquer lado que se nós queremos muito uma coisa na vida, temos de criar espaço para ela. Para ilustrar a sua ideia com uma imagem facilmente assimilável, o autor dava o exemplo de um amigo seu que vivia a dizer que queria ter um Porsch mas tinha uma garagem atulhada onde cabia, com alguma dificuldade, apenas e só, a mota que usava para se deslocar. Então o autor explicava que muito provavelmente o Porsch nunca chegaria a uma casa que não tinha espaço para o receber. O amigo depois de devidamente instruído pelas formulas mágicas da Lei da Atração, limpou a garagem, fez espaço para o Porsch e no ano seguinte lá se deu o milagre da aparição automobilística.

Isto para vos explicar que, no fim-de-semana passado foi então isso que eu decidi fazer no meu Alpendre. Fiz espaço para o milagre acontecer. Chamei a Primavera com todas as minhas forças! E, de uma estranha forma, parece que isto se está, finalmente, a compor. Será que resultou?!

Comecei por dar uma grande limpeza para tirar as teias do inverno, substituí algumas plantas que não resistiram às agruras do frio e trouxe alguns novos elementos para a decoração existente para lhe dar um toque Summer 2016! ; )

(Eu sei que estou aqui um bocadinho em falta com vocês em relação ao up-date nas remodelações que fui fazendo em casa ao longo do ultimo ano. E sim, o alpendre também sofreu alguns ajustes no verão passado, tal como a sala e hall. Como nunca tinha chegado a partilhar fotos, esta minha chamada da Primavera, até acabou por ser uma boa desculpa para registar o momento).

Por isso amigas, esperem duas coisas esta semana… 1 – Um post mais decente e completo sobre o meu alpendre primaveril . 2- Pelos dias de sol e calor que todas merecemos!

E vocês? Já fizeram espaço nas vossas casas, alpendres, varandas e jardins para a PRIMAVERA? – Se não, digam-me…. Estão à espera de quê?! – Tudo de vassoura na mão a limpar os restos mortais do inverno se faz favor!

beijinhos

 

 

Mesas de Natal no Palácio Nacional da Ajuda

Dezembro 17, 2015 in MY DESIGNS, MY WORLD OF INTERIORS

Natal no Palacio da Ajuda

Inaugurou esta 3a feira, no magnifico Palácio Nacional da Ajuda, a exposição – Mesas de Natal no Palácio – onde tive o privilégio de elaborar uma Mesas de Chá de Natal. A Exposição conta com mais duas mesas festivas… A mesa do Almoço de Natal da autoria da arquiteta Cristina Santos Silva e a mesa da Ceia de Natal com a assinatura de Salvador Corrêa de Sá.  Cada um deixou a sua marca muito pessoal neste projeto e as nossas diferenças acabam por ser uma das grandes mais valias desta mostra decorativa. Este projeto foi engendrado e belíssimamente orquestrado pelo meu grande amigo Carlos Pissarra que tem o dom de sonhar com estes eventos e, melhor, a capacidade de os tornar reais com a máxima eficiência e dedicação. E foi tornado possível com a generosidade do atual diretor do Palácio, o amabilíssimo José Alberto Ribeiro, que nos abriu as portas deste extraordinário palácio real onde pudemos dar largas à nossa imaginação sem grandes restrições.

Hoje deixo-vos um curto video com imagens captadas (como sempre) pela lente da minha querida Teresa Aires.

Não deixem de visitar a exposição que abre hoje as suas portas ao público e vai continuar até dia 10 de Janeiro. Espero que gostem e que, de alguma forma, se inspirem para as vossas mesas de Natal!

Convite 15 Dezembro - Palácio da Ajudbeijinhos

Decoração de Interiores em Portugal

Junho 25, 2015 in IN THE PRESS, MY WORLD OF INTERIORS

MARIA FRANCES

 

A imobiliária Century 21 publicou uma revista para o mercado francês e pediu-me um artigo de opinião sobre a arte de Decoração de Interiores em Portugal. Ficou assim. Espero que gostem!

“Comecei a trabalhar em interiores há 20 anos e ao longo deste tempo fui assistindo ao colapso dos mais enraizados mitos sobre decoração de interiores em Portugal. Ao contrário do que acontecia em países culturalmente mais atualizados, onde contratar um decorador, desde sempre, foi visto como um sinal evidente de evolução cultural e requinte, no nosso pais, mais fechado por muitos anos de ditadura, um decorador, para além de ser visto como o “parente pobre” do arquiteto era também uma ajuda bastante dispensável para qualquer pessoa de “bom berço”… quem contratava um decorador estava obviamente numa escalada social e precisava de disfarçar a sua falta de “bom gosto” que deveria ter sido absorvido no útero.

A abertura do país a outras culturas, a exposição a todos os tipos de comunicação social, o facto de a população ter passado a viajar mais e a estudar fora, abriu uma cortina cultural que até então estava fechada e que permitiu que o país crescesse intelectualmente e se atualizasse.

Com o passar dos anos, a profissão foi ganhando a credibilidade que merece, graças a uma mão cheia de extraordinários profissionais que deixaram na história das artes decorativas em Portugal a sua indubitável marca de qualidade, autenticidade e originaliadade.

Lucien Donat, Maria José Salaviza, Pedro Guimarães, Graça Viterbo, são alguns dos nomes que fizeram história, com profissionalismo e qualidade. Foram uma geração de pioneiros que abriram portas e inspiraram tantos de nós a seguir um sonho, a profissionalizar um dom e a trabalhar em interiores com paixão e garra.

Hoje em dia, quando olho para o nosso pais e para a profissão de decorador de interiores, vejo uma atividade talvez não em expansão porque isso foi o que aconteceu nos anos 90 e talvez não tenha sido da forma mais séria, mas vejo uma profissão que é muito querida pelas pessoas quando feita com rigor e originalidade. Culturalmente ultrapassámos o tabu de ser um país onde quem recorria a um decorador era uma pessoa com dinheiro novo e sem educação, para sermos um pais onde contratar os serviços de um decorador passou a ser visto como uma ferramenta para uma vida mais feliz e equilibrada.

Grande parte dos Portugueses, hoje em dia, tem a noção que se conseguirmos que a nossa casa espelhe, de forma coerente, a nossa personalidade e as nossas aspirações pessoais e isso acontecer de forma organizada e esteticamente agradável, vários outros aspetos da nossa vida podem beneficiar desse equilíbrio. Uma casa feliz pode ser o passaporte para uma vida, pessoal e profissional, mais completa, estável e realizada. Viver numa casa bonita torna-nos mais equilibrados e, no limite, felizes.

Os Portugueses perceberam que ter bom gosto e uma boa educação não são os dois únicos requisitos para executar com sucesso um bom projeto de interiores. E que aliar o nosso gosto à experiencia e conhecimentos técnicos de um profissional é, não só, um ato de inteligência como uma prova evidente de algum requinte e mundo.”

beijinhos

Confraria – The Best Sushi in Town!

Junho 18, 2015 in LET'S EAT!, MY DESIGNS, MY WORLD OF INTERIORS

Maria Barros Confraria Cascais

Deixem então que vos apresente a renovada Confraria Cascais by Maria Barros Home! Este projeto deu-me um gozo especial fazer, confesso, porque sou cliente deste restaurante há muitos anos e foi com a Confraria que aprendi a gostar de sushi. Um dia, numa entrevista, perguntaram-me se pudesse escolher a minha “ultima ceia” o que seria, e, sem pensar muito, ocorreram-me 3 coisas… uma bola de Berlim do Guincho, um gelado Santini e… um Hot Filadelfia da Confraria. Muito provavelmente acompanhado de um mojito…

Na Confraria come-se realmente muito bem, mas a sua mística vai, e sempre foi, bastante para além disso! – O edifício onde está inserida , aquela esplanada com vista para o largo da Igreja matriz de Cascais, o sino que toca, a buganvília em flor, os amigos que se encontram, o ar descontraído que sempre teve e que encantou, primeiro os Cascalenses mas que rapidamente chegou aos quatro cantos do mundo… Hoje, passados 7 anos da sua abertura, a Confraria é um incontornável ponto turístico desta vila costeira.

Quando me chamaram para esta intervenção, não houve margem para dúvidas que a operação seria sempre delicada. A renovada Confraria não poderia desiludir a sua fiel legião de fãs pelo que o ADN teria de ser respeitado, mantido, mimado… nunca mudado, apenas melhorado. O lay-out não poderia ser alterado e, “melhor”, tínhamos entre 3 a 5 dias para executar o projeto. Ou seja, piece of cake, certo!?

Por ser cliente da Confraria há muitos anos, não tive qualquer receio. Sabia que entendia a dinâmica deste lugar e tive muito poucas duvidas quando me sentei para projetar a remodelação. De qualquer forma o primeiro projeto que apresentei está longe deste segundo e final. A minha primeira abordagem foi, como quase sempre nos meus projetos, de trazer o máximo luz possível para o espaço por isso apresentei muitas superfícies claras que foram chumbadas pelos proprietários.

A segunda apresentação é praticamente uma copia fiel do resultado final. Escurecemos as riscas do teto, os canapés passaram de brancos a laranja, todas as madeiras que eram brancas passaram para um tom carregado de cinza e uma das paredes recebeu uma grade recortada e lacada a preto que deu ao espaço um ar mais dramático.

Houve só dois ou três elementos de que não “abri mão” durante o rápido processo de alteração do projeto e o néon “Best Sushi in Town” foi um deles… Hoje tenho a certeza que fiz bem! Define o espaço. E ainda por cima, não estamos a inventar nada, só mesmo a constatar a realidade. Não há sushi melhor num raio de 500 Kms! Acredita quem aceitar a minha modesta opinião…

De qualquer forma hoje tenho a certeza que a segunda versão resultou melhor do que teria resultado a primeira. Os proprietários e as suas opiniões foram uma chave importante neste processo e não há dúvida que esta é a melhor forma de trabalhar. Quando todas as partes se envolvem e acrescentam algo de positivo!

Este projeto foi feito em Março de 2014 mas tivemos de esperar mais de um ano para o ver tomar forma e luz. Parecia que nunca chegava a hora da Confraria poder fechar as suas portas durante 5 dias, e quando finalmente os proprietários decidiram que não podiam deixar passar mais um dia, não imaginam as queixas que tiveram dos seus fieis clientes, que passavam à porta da obra para tomar justificações e saber novidades. “Quando volta a abrir?” “Obras?? Vejam lá o que fazem à Confraria!” – Um sentido geral de posse até ligeiramente estranho se pararmos para pensar mas que é a prova irrevogável que, quem vem à Confraria se sente, mesmo, como se estivesse em casa!

Confraria by Maria Barros

Confraria by Maria Barros

Confraria by Maria Barros

Confraria by Maria Barros

Confraria by Maria Barros

Confraria by Maria Barros

Confraria by Maria Barros

Confraria by Maria Barros

 

Se quiserem almoçar ou jantar na Confraria Cascais não deixam de reservar!

t.+ 351 21 483 4614

[Confraria no Facebook]

beijinhos

 

Zesty Room by ADORE

Junho 1, 2015 in IN THE PRESS, ME IN BLOGS AROUND THE WORLD, MY DESIGNS, MY WORLD OF INTERIORS

adore_cover

A nova edição da revista Australiana ADORE já está on line [AQUI] com um número especialmente dedicado ao tema Quartos. Hoje acordei com esta surpresa e não quis deixar de a partilhar aqui convosco! – O quarto da Clarinha nas páginas da ADORE fica ainda mais giro! – Batizaram o projeto de Zesty Room e eu, não podia estar mais de acordo. Zesty é uma daquelas palavrinhas que não nos lembramos muitas vezes mas que é perfeita para descrever um espaço como este… Estimulante, Condimentado, Sumarento…. Uma decoração pensada para despertar os sentidos e feita 100% à medida dos gostos e sonhos da sua pequena (grande) proprietária… A minha Bu!

Mais uma vez… Obrigada ADORE! “Adoro” a luz que põem em cada projeto tornando-o ainda mais especial!

beijinhos

adore

Zesty Room by Maria Barros

adore

In English

The new issue of Australian magazine ADORE is now online [ HERE ] with a special Bedroom’s edition . Today I woke up with this surprise so I just had to share it with you ! – Clarinha’s bedroom  in the pages of Adore gets even cuter ! – They called the project  “Zesty Room”  I couldn’t agree more . Zesty is one of those little words that we don’t remember often but it’s perfect to describe a room with this caracteristics … Stimulating , Spicy , juicy …. A room that was designed to awaken the senses and 100 % tailored to the tastes and dreams of its small (grand) owner … My Bu !

Once again… Thank you Adore! Love the light you put in every project!

xoxo

Cool Blue – Before & After

Maio 19, 2015 in MY DESIGNS, MY WORLD OF INTERIORS

ANTES LEGENDA

 

Hoje vou começar por vos mostrar a planta como era Antes e a planta já com as alterações propostas para perceberem melhor a extensão da intervenção. A maior preocupação dos clientes era aumentar o espaço da cozinha. Ao derrubarmos a parede que dividia a cozinha da anterior sala de jantar conseguimos praticamente duplicar a área da cozinha onde conseguimos integrar, não só uma simpática área de refeições mas também uma zona de lavandaria que é um detalhe tão mais civilizado do que ter a máquina de lavar a roupa ao lado da maquina dos pratos.

Outro desejo que tinham era melhorar a dinâmica das duas casas de banho existentes uma vez que nunca as acharam práticas, porque, se reparem, uma delas tinha uma banheira e um lavatório e a outra tinha sanita e lavatório. Com a solução projetada, ao integrarmos todos os elementos num só espaço, conseguimos ter dois lavatórios, um ao lado do outro, num espaço desafogado e com bastante arrumação, um duche amplo e ainda ter a sanita num ângulo morto de quem entra na Instalação sanitária. Ao colocarmos uma porta de correr interior tirámos o máximo partido do espaço.

Do lado esquerdo da porta da casa de banho conseguimos criar um armário roupeiro que neste caso serve para casacos.

O antigo escritório passou a ser a sala de jantar fazendo parte da área social da casa. De resto, acho que as fotografias falam por si e decorar o apartamento foi só a cereja no topo do bolo.

Apesar de não termos reutilizado muitos elementos da antiga decoração, houve uma cadeira de braços que foi estofada com um veludo azul e acabou por ser uma das minhas peças preferidas.

DEPOIS LEGENDA

Screen Shot 2015-05-18 at 19.01.02


Cool Blue Before

Cool Blue Maria Barros

Screen Shot 2015-05-18 at 19.01.02

Cool Blue Before

Cool Blue Depois

Screen Shot 2015-05-18 at 19.01.02
Cool Blue Before

Cool Blue After
Screen Shot 2015-05-18 at 19.01.02

Cool Blue Before

Cool Blue After
Screen Shot 2015-05-18 at 19.01.02

Cool Blue Before

Cool Blue Maria Barros
Screen Shot 2015-05-18 at 19.01.02
Cool Blue Before

Cool Blue Maria Barros

Screen Shot 2015-05-18 at 19.01.02
Cool Blue Before

Cool Blue After

Espero que tenham gostado. Se tiverem duvidas, já sabem, podem sempre deixar as vossas questões nos comentários.

beijinhos

 

Cool Blue – New Project by MB Home

Maio 18, 2015 in MY DESIGNS, MY WORLD OF INTERIORS

Cool Blue Maria Barros

Nesta casa vive um casal jovem com uma filha ainda pequena. Quando os conheci senti neles uma leveza e uma boa disposição que não encontrei na casa onde viviam (um pequeno t3 com 25 anos de construção). Quando vieram ter comigo tinham já algumas queixas… a cozinha era muito pequena, tinham duas casas de banho pouco práticas, tinham muito pouca arrumação…. de resto… não sabiam muito bem o que não estava bem mas sabiam que já não adoravam a sua casa. Precisavam de fazer qualquer coisa… O quê?! – Vieram ter com a pessoa certa! – “A cozinha pode facilmente crescer até à sala de jantar.”, disse-lhes logo numa primeira abordagem. “Mas depois ficamos sem sala de jantar?” – “Claro que não. Vão ficar com uma sala de jantar ainda mais gira… Onde é agora aquele pequeno escritório passamos a ter uma área de refeições.” “E onde fazemos o nosso escritório?”- “Num apartamento tão pequeno como este não faz sentido ter um escritório do mesmo tamanho que a sala de estar. Na sala iremos arranjar um canto onde se possam sentar ao computador se for o caso, don’t worry!” – E foi sem preocupações que o projeto avançou. Aproveitámos umas férias da família para “atacar” a obra e em menos de um mês o projeto estava concluído. E o resultado superou as melhores expetativas dos proprietários que hoje vivem, finalmente, numa casa que é o espelho das suas personalidades … Quando entramos neste apartamento, não só temos uma sensação de harmonia e leveza como temos uma ilusão de amplitude que não existia no cenário anterior!

Cool Blue Maria Barros

Cool Blue Maria Barros

Cool Blue Maria Barros

Cool Blue Maria Barros

Cool Blue Maria Barros

Cool Blue Maria Barros

Cool Blue Maria Barros
Cool Blue Maria Barros

Cool Blue Maria Barros

Cool Blue Maria Barros

Cool Blue Maria Barros

Cool Blue Maria Barros

Cool Blue Maria Barros

Cool Blue Maria Barros

Cool Blue Maria Barros
Cool Blue Maria Barros

Cool Blue Maria BarrosCool Blue Maria BarrosVou procurar as fotos do espaço como era antes, para poderem ficar com uma melhor noção das alterações que foram feitas! Voltem amanhã para o Antes & Depois!

beijinhos

 

 

In English

In this apartment lives a young couple with a small daughter. When I met them, I felt in them a lightness and a good vibe that I couldn’t find on the home they were living in (a small 3 bedroom apartment, built 25 years ago). When they came to me, they already had some complaints – the kitchen was too small, they had two impractical bathrooms, little storage space… they didn’t know exactly what else was wrong, but they knew they no longer loved their apartment.

They needed to do something… but what?! – They came to the right person!

“The kitchen can easily grow into the dining room” I said… “ But then we wouldn’t have a dining room?” – “ Of course not. You’ll be having a much better dining room… the small home office will be transformed into the dining area” … “And where do we put our office?” … “In a small apartment like this, it doesn’t make sense to have an office with the same size as the living room. We’ll find a space to fit a desk and a chair in the living area, don’t worry!” And so, with no concerns, the project moved forward. We took advantage of a family vacation to “attack” the house and in less than a month the project was concluded. The result exceeded the owners’ best expectations, who, nowadays live in a home that’s finally a mirror of their personalities. When we enter in this apartment, not only we have a sense of harmony and lightness, but also an illusion of amplitude that didn´t exist on the previous set!

I’m going to look for some pictures of the space as it was before, so you can have a better perception of the changes we made! Come back for the Before & After!xoxo

Da Imaginação à Realidade (Ficha Técnica #1)

Março 19, 2015 in MY DESIGNS, MY WORLD OF INTERIORS

Arima

A arte da Marcenaria, tal como a conhecemos, pode estar em vias de extinção. Os antigos marceneiros foram sendo substituídos por fábricas e linhas de montagem massificadas. Nos dias que correm, maior parte das pessoas, quando está a fazer uma decoração, recorre a um take-away de mobiliário com muito mais facilidade do que a um Fornecedor Gourmet.  Já são poucos os casos em que as peças são sonhadas, imaginadas, pensadas, desenhadas e executadas para um determinado fim com um determinado propósito.

O marceneiro é o homem que lê os nossos desenhos e faz com que uma ideia se torne real. Através da sua arte, um desenho passa do papel para vida em poucos passos. Um bom marceneiro até consegue fazer milagres se estiver para lá virado. E foi isso que a Marcenaria Arima fez no caso particular dos quartos da Clara e do Salvador. E é essa mestria, já rara nos dias que correm, que faz a diferença entre uma “decoração de aviário” e um projeto feito por medida.

Obrigada ARIMA por ter contribuido de uma forma tão especial para que estes dois quartos resultassem 100% originais!

Foram executadas pela Marcenaria Arima as duas secretárias, as estantes de parede que foram colocadas por cima das secretárias, a cama do Salvador e a grade (biombo fixo) do quarto da Clarinha. Foi também a marcenaria Arima que recuperou a Vanity Table que já existia no meu quarto e que agora está no quarto de vestir da Bu.

Para mais informações 

Arima

Travessa do Malaquias 10A

Pedras Altas 1685-591 Caneças

219 803 202

 geral@arima.pt

www.arima.pt

beijinhos

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: