#tbt – Kennebunkport Maine 2013

Julho 31, 2014 in #TBT, GLOBETROTTER

#TBT - kennebunkport Maine

Há exatamente um ano era aqui que eu estava. Em Maine, onde fui passar uns dias com os meus filhos em casa da minha “família do coração”*, que, apesar de terem vivido na Florida no ano de 1988, quando me receberam no intercâmbio cultural da AFS, desde então já viveram em Boston, e agora vivem em Maine. No estado mais a norte dos Estados Unidos. Conhecido pela sua costa fabulosa, praias de areal extenso, pelos deliciosos lavagantes de tenazes gordas, pelos milhões de lagos, matas e caminhos sem fim, pelas quintas e pelas, hiper pitorescas, vilas costeiras. Como é o caso de Kennebunkport… onde tirámos esta foto no meio da confusa encruzilhada de direções. No ano passado acabei por não vos contar nada sobre estas nossas férias. Enquanto lá estive, desliguei-me do mundo [AQUI] e quando voltei acabei por não postar sobre este lugar maravilhoso e tão pouco evidente na maior parte dos nossos roteiros turísticos… Mas hoje que desenterrei esta e outras fotos do baú, vou voltar a um hotel, um restaurante e uma habito tão característico dos serões à fogueira por aqueles lados… os S’mores. Para a semana, por estes lados!

BEIJINHOS GRANDES,

MARIA

*Família do Coração – aquela que apesar de não ter qualquer laço vinculativo de sangue conosco, nos acolhe, nos ama, nos ensina. Dá carinho, proteção, amizade, partilha e conhecimento. Uma família que, apesar de estar longe, vive dentro do nosso coração. Sortudos aqueles que, na vida, para além da sua família de sangue, encontram uma Família do Coração!

 

In English

Exactly one year ago, this is where I was. In Maine, where I spent a few days with my kids, in my “Emotional Family’s*” home, who, despite having lived in Florida in 1988, when they welcomed me for my AFS cultural exchange, has since lived in Boston and now live in Maine. Located in the north of the US, Maine is famous for its fabulous seashore, long sandy beaches, and delicious lobsters with fat pincers, the millions of lakes, woods and endless paths, the farms and the hyper picturesque coastal villages. This is the case of Kennebunkport… where we took this picture in the middle of a confusing crossroad. Last year, I ended up not telling you anything about this trip. While I was there, I disconnected from the rest of the world [HERE] and when I came back, I ended up not posting anything about this wonderful place, which is still so little evident in most of our tour guides… But today, since I unberried this and some others photos from this trip, I’ll go back to an hotel, a restaurant and the classic tradition of spending evenings near the fire, having… S’mores! Next week, around here!

XOXO

MARIA

*Emotional Family – A family, that despite not sharing any blood tie with us, welcomes us, loves us and teaches us. Gives us care, protection, friendship and knowledge. A family, that despited being far away, lives within our hearts. Lucky those, who in addition to their blood family, can find an Emotional Family!

Hotel Las Casas del Rey de Baeza

Julho 9, 2014 in GLOBETROTTER

Seville

Desde o ultimo post recebi várias contactos a perguntar em que hotel fiquei em Sevilha e mais contactos ainda a perguntar a proveniência do vestido branco que usei no dia dos meus anos…

Apesar da internet aqui em Formentera ser tão fraca que o simples upload de uma foto para o blog pode demorar mais de 5 minutos, achei que fazer um post (quase) sem fotos era melhor que não fazer nada e decidi hoje falar-vos um pouco deste pequeno hotel…. O vestido fica para a próxima….

Decidimos muito em cima da hora que íamos a Sevilha e, na verdade, não deu para fazer grandes pesquisas. Ou seja, aconteceu o que acontece quase sempre aqui para estes lados… muito improviso e alguma sorte! Enviámos 2 ou 3 mails para hotéis com pedidos de cotação e ficámo-nos pelo único com um quarto duplo vago. Depois, o facto de ser tipicamente Andaluz, de ter uma piscina muito querida no terraço, um mini spa, de ter ambiente familiar, dos empregados serem hiper simpáticos e prestáveis e de ser no centro “walking distance” da Catedral…. Foram só bónus. A isto ainda posso acrescentar que a cama era confortável, o duche generoso e o black-out total. Quem já não se debateu com cortinas de hotel e raios de sol às 6:30 da manhã? (Sabiam que os “viajantes profissionais” andam com um rolo de fita de pintor na mala exatamente para a eventualidade de calharem num hotel em que o rasgo de luz entre a cortina e a parede seja dolorosamente insuportável?!… Ah, pois é…)

O hotel chama-se LAS CASAS DEL REY DE BAEZA, é do grupo hoteleiro HOSPES e abriu ao publico em 1992, na altura da expo de Sevilha. Era um humilde “curral de vecinos” que foi habilmente transformado num hotel de charme. …. Faz pare do grupo Design Hotel of the World. Para mais informações sigam o link.

[www.hospes.com]

Espero que gostem da sugestão. Quem sabe ainda passam por Sevilha este verão….

UM BEIJINHO,

MARIA

P.S. – Não me esqueci do resultado do passatempo…. Voltem amanhã!

Sevilla Mágica

Julho 4, 2014 in GLOBETROTTER, MY HAPPY SELF

Sevilla Magica

Sevilha tem um parque de diversões, muito conhecido ente a pequenada, que se chama Isla Mágica. Mas para mim a verdadeira magia está na cidade em si… em cada rua, cada casa… o entardecer visto do restaurante Eme, a Catedral ao por do Sol, as laranjeiras que dão cor à cidade, as fachadas garridas, os telhados azuis e brancos, as telhas vidradas, a herança Mourisca, as tapas, as cañas, os vasos de terracota nas paredes, os toldos nas janelas… os toldos nas ruas… os todos de Sevilla que dão aquela graça a uma cidade bafejada pelo calor africano. Amei Sevilla. Não me vou esquecer de um minuto passado naquela cidade. Tive a sorte de, mais uma vez, ter um aniversário em família, num lugar maravilhoso. Voltei com o coração cheio! Mas, mais uma vez estou quase de partida para as nossas férias de família no Sul de Espanha. Imaginem o caos deste meu dia de 6a feira. Isto é o que se chama, literalmente, desfazer e fazer malas… 4 malas… E muito rápido porque partimos já amanha de madrugada.

Não quis deixar de passar por aqui para vos deixar um “olá/adeus!” mas também para vos dizer que vou levar o portátil comigo e que, muito provavelmente, durante a próxima semana vou conseguir ir dando noticias… nunca se sabe…. pelo menos levo-o carregada de boas intenções!

Não é demais voltar a agradecer todas as mensagens amorosas de parabéns! E já agora, relembrar que até ao final do dia de hoje, podem concorrer [AQUI] ao Super Summer Giveaway que lancei no dia 1. Boa Sorte!

Summer Giveaway

BEIJINHOS E BOM FIM-DE-SEMANA!

MARIA

In English

Seville has an amusement park, well known, called La Isla Mágica. But for me the real magic is in the city itself … in every street, every house … the sunset seen from the restaurant Eme, the Cathedral at sunset, the orange trees that bring color to the city, the colourful facades, the blue and white roofs, glazed tiles, the Moorish heritage, the tapas, the cañas, the terracotta flower pots on the walls, the awnings … awnings on the windows and in the streets … all over town… decorating this city that was blessed with the African heat. Loved Sevilla. I will not forget a minute spent in that city. I was fortunate to once again have a family birthday trip to a wonderful place. I returned with my hart full of love! But I am about to leave to Southern Spain. Can you imagine the chaos that this friday turned out to be for me?! This is what is literally called  unpacking and packing  … 4 suitcases (one for each one of us) . And I just have to be fast because tomorrow we leave at dawn.

I din’t want to leave without coming here for an “hello / goodbye!” but also to let you know that I will take the laptop with me and that, most likely, next week I’ll get in touch … you never know …. at least I am carrying it full of good intentions!

I must once again thank the loving Birthday messages! By the way, remember that until the end of today, you can enter [HERE] our Super Summer Giveaway launched on 1st of July. Good Luck!

XOXO,

MARIA

 

Emotional Food by Brigaderia

Junho 27, 2014 in GLOBETROTTER, LET'S EAT!

Brigaderia

Quando vamos a Paris sabemos que temos de trazer de volta uma caixa de macarons. Não há uma esquina em que não se encontre uma Ladureé ou Pierre Hermé e o marqueting que vive à volta destas pequeníssimas sandwiches de merengue e pasta doce já ultrapassou, quanto a mim, o seu verdadeiro valor efetivo. São ótimos, decorativos, delicados… são lindos, mas vamos lá ver… há coisas melhores na vida que um macaron, certo?! – E pensem lá se um bom brigadeiro não poderá ser ligeiramente melhor e mais “emocional” que um macaron? – Se eu poderia ter alguma dúvida, nesta minha breve passagem por São Paulo e depois de conhecer a Brigaderia, fiquei com a absoluta certeza que sim.

Numa das minhas voltas, neste caso, pelo Shopping Iguatemi, dei de caras com esta loja que achei querida de mais para palavras. A decoração meia eclética e boho, carregada de cor e a cheirar a chocolate derretido ganhou o meu coração “at hello!”…

Depois quando percebi que tinham mais de 40 qualidades de brigadeiros, que os podia trazer para Portugal embrulhados em caixas forradas a tecido de bandana com laços de cores contrastantes, ou que podia também comer um, mesmo ali, acompanhado de um Nespresso a gosto… fiquei completamente rendida ao conceito e achei muito inteligente a ideia desta ex-designer de tecidos, Taciana Kalili, natural de Pouso Alegre e residente em São Paulo. Juntou a sua criatividade a um inato engenho culinário e o resultado para além de lindo é de babar e chorar por mais!

Se forem a São Paulo e não souberem muito bem o que trazer como souvenir não parem numa Ladureé por favor (sim existem lojas palacianas da Ladureé na cidade Brasileira) . Haja imaginação e brasileirismo… tragam Brigadeiros por favor!

Brigaderia

Brigaderia

Brigaderia

IMG_6159

Já agora e se ficaram com água na boca, deixo-vos com duas receitas de brigadeiros pela mão, nem mais nem menos, de Taciana a própria! Posso garantir-vos que funcionam… Eu e a Clarinha lançamo-nos na deliciosa aventura de fazer brigadeiros no fim-de-semana passado e ficamos encantadas! – O pequeno truque de não levar manteiga mas sim ovo, pareceu-me ser o segredo.

Para mais informações visitem…

[www.brigaderia.com.br]

Espero que tenham gostado desta semana de posts com sabor a Trópicos!

UM BEIJINHO E BOM FIM-DE-SEMANA,

MARIA

#tbt – Fasano, Rio de Janeiro – Dezembro 2009

Junho 26, 2014 in #TBT, GLOBETROTTER

Fasano Rio de Janeiro A proposito do post de ontem e de todo o brasileirismo desta “Semana Paulista” aqui no Addicted-to-Style, lembrei-me de uma memorável estadía no hotel Fasano do Rio de Janeiro em 2009. Já lá vão uns aninhos…

Este sim, um hotel de sonho! – Em tudo superior ao Fasano São Paulo… Com a piscina mais linda, com a vista mais desafogada e soberba que já vi na vida. O Rio de Janeiro é sempre estrondoso… mas visto do Fasano é melhor!

Apesar do projeto de interiores ter a assinatura de Phillipe Starck , ao que parece, segundo boas e más línguas, o designer não acompanhou a obra até ao fim. Seja como for o seu toque de midas está gravado em cada pormenor decorativo deste pequeno hotel e a marca Starck é evidente e indiscutível…. o Hotel é maravilhoso, o serviço é mesmo 5 estrelas, e a vista … sem palavras! – Agora que revivi aquela semana bateu uma saudade do Rio…

fasano

Não sei se dá para perceber mas o escaldão foi quase tão memorável como o próprio cenário… apanhado numa daquelas manhãs sem sol, que todos sabemos que queimam um horror, mas achamos sempre que só acontece aos outros. Deste escaldão também nunca me esqueci!

Para quem ficou com vontade de passar uma semana no Fasano do Rio de Janeiro, passar uma tarde nesta piscina de sonho… ou mesmo para quem só queira por lá  jantar no Restaurante Al Mare… aqui ficam algumas imagens para inspiração!

Fasano Rio de Janeiro

b9e54534aeea2b1dfa210f6276d34f8e

b2bc8d25198166843f434c384199b8b8

d919bf4579aca6fb340bdd57014c149f

2978f7c24205a8c160b4e26920813e78
ba97e3deb7431f03915650c2e0748aba

e6d5876c1cfcdf77166cef6c81571b4e-1

f754af63345a6f4e373030764960bc13

 Para ficarem a saber um bocadinho mais sobre este hotel de charme na cidade de Jobim… vejam o site!

[www.fasano.com.br]

BOA 5ª FEIRA E JÁ AGORA… FORÇA PORTUGAL! BEIJINHOS,

MARIA

The Fasano Legacy

Junho 25, 2014 in DESIGN INSPIRATION, GLOBETROTTER, INSTAGRAM FAVORITE, LET'S EAT!

Fasano

A nossa primeira paragem em São Paulo, praticamente diretos de um longo voo de 10 horas… com uma curtíssima passagem pelo quarto de hotel para largar as malas e tomar um duche, foi o Restaurante Nonno Ruggero no Hotel Fasano onde tínhamos já uma mesa reservada para jantar (não que fosse necessário porque estava praticamente vazio)… chegámos à rápida conclusão que ao domingo à noite os Paulistanos ficam por casa. Será?!

Fasano é o nome de uma familia de origem Italiana que deixou a sua marca neste país, primeiro pela Gastronomia e depois pela Hotelaria. Com um império de restaurantes espalhados pelo Brasil e Argentina e já vários hoteis de luxo, cada vez mais o nome Fasano é conhecido além fronteiras e associado ao que de melhor o Brasil tem para oferecer em termos de hotelaria de charme, sempre muito bem suportada pela melhor gastronomia italiana.

Obviamente existe aqui por parte dos proprietários um fascínio por Nova York, tão evidente na arquitetura e decoração deste Fasano São Paulo que, ao entrar, quase nos sentimos teletransportados para o que teria sido um Hip Hotel na Big Apple nos anos 40,50,70… Com traços muito marcados de uma arquitetura dos anos 30, tem uma decoração que parece que parou nos anos 70. Tem um ar luxuoso e “bafon” ao mesmo tempo. Pelo que percebi, a execução do projeto dos arquitetos Isay Weinfeld e Marcio Kogan demorou 10 anos para ser concluída. Um trabalho minucioso em que todos os acabamentos resultaram impecáveis, começando no pavimento Travertino da entrada até aos painéis de madeiras exóticas belissimamente envernizadas do Lobby. Lá dentro respira-se requinte e sofisticação… mas mais importante, para quem, como nós, apenas foi jantar… come-se como se estivessemos mesmo em casa de uma avó italiana, mas daquelas que sabe mesmo, mesmo o que faz! – O melhor risotto de camarão dos últimos tempos!

Fasano São Paulo

cn_image_1.size.hotel-fasano-s-o-paulo-s-o-paulo-brazil-109668-2

cn_image_3.size.hotel-fasano-s-o-paulo-s-o-paulo-brazil-109668-4

521525c4f1441ce5d9c46e412c824b77

cn_image_2.size.hotel-fasano-s-o-paulo-s-o-paulo-brazil-109668-3

Se procuram um lugar para ficar ou só mesmo uma belíssima experiência gastronômica na vossa próxima visita a São Paulo, visitem site do Fasano!

www.fasano.com.br

BEIJINHOS,

MARIA

 

A place to remember – Kaá São Paulo

Junho 24, 2014 in DESIGN INSPIRATION, GLOBETROTTER, LET'S EAT!

IMG_6224

Não podia deixar de vos falar sobre este restaurante onde tive o prazer de jantar numa das noites em que estive em São Paulo… Chama-se Kaá (que em Tupi significa “folha, erva, mato”) e é um verdadeiro oasis no monte de betão e cimento que é São Paulo. Não há como não ficar de queixo caído com a imponência do lugar… a escala (800m2 de construção), a iluminação irrepreensível (projeto de Carlos Fortes) todos os pormenores de arquitetura de interiores (projeto mais que premiado de autoria de Arthur Casas) o jardim vertical ( de autoria de Gica Messiara) o som da agua a cair na fonte da entrada, o teto que recolhe e que deixa metade do restaurante “al fresco”…. tudo perfeito! – A única coisa que deixou ligeiramente a desejar foi só mesmo a frequência… muuuito longe de ser má, nada disso… mas com muitos executivos de fato e gravata, alguns casais e famílias… mas nestes lugares muito badalados uma turista acidental, como eu, espera sempre ser surpreendida pelas modas e por um corrupio de gente gira e cool, o que, com honestidade, não foi o caso. – Mas a carta, da responsabilidade do Chef Paulo Barros, era original e adorei a minha salada de pêra em vinho tinto acompanhada de queijo gorgonzola e folhas várias em molho de vinagrete. Acompanhada por um sumo de melancia daqueles que só mesmo no Brasil… um pão quente acabado de fazer, de babar… muito, muito bom!

Deixo-vos com algumas fotos do restaurante Kaá onde podem perceber a riqueza do projeto, o uso e abuso de madeiras nobres, a iluminação cuidada, a originalidade do bar rebaixado, a escala da estante de teca, o teto que recolhe, a estrutura de betão, as cadeiras estofadas, as cores sóbrias, o jardim vertical carregado de plantas da Mata Atlântica… Para uma decoradora… puro deleite!

Kaá São Paulo

Kaá Restaurante São Paulo

kaá

aakaka

ares

Kaá restaurante são paulo

Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, 279 – Itaim Bibi, São Paulo – SP, 04542-020, Brasil
+55 11 3045-0043

UMA OTIMA 3ª FEIRA PARA TODOS!!

BEIJINHOS,

MARIA

 

The colourful hart of São Paulo

Junho 23, 2014 in GLOBETROTTER

São PauloSão Paulo

Sabem quando temos expetativas abaixo de zero sobre um lugar? Foi assim que fui para São Paulo na semana passada… a achar que ia sufocar pelo monte de betão e cimento da famosa “selva de pedra” e que me ia sentir claustrofobica pela convivência com os  restantes 11 milhões de habitantes residentes desta mega cidade Brasileira…

Pois tenho a dizer-vos que voltei a achar que tinha descoberto um pérola! Gostei de quase tudo… das ruas impecavelmente aprumadas, da energia das pessoas, do bulício da copa do mundo que se sentia em cada esquina e em cada paulistano que passava vestindo orgulhosamente o verde e amarelo, das lojas soberbas, da sofisticação de cada restaurante em que entrei … da azafama dos helicópteros e das babás vestidas de branco a passear os seus meninos em carrinhos Mclaren. Assim foi a São Paulo que vi! – Benvindos à cidade mais rica e evoluída da America Latina com um coração colorido e super acelerado!!

Voltei a achar que tinha ficado tudo por ver e com vontade de voltar…

Fui Instagramando alguns momentos especiais [AQUI] mas claro que fica sempre tudo por dizer… por isso, esta semana, vou tentar compensar pela minha longa ausência e deixar por aqui um pouco mais daquilo que vi por lá. Se estão a planear uma viajem a São Paulo, esta é uma boa semana para ir voltando ao Addicted-to-Style!

E já agora, se tiverem um minuto, vejam este curto spot sobre a cidade de São Paulo vista pela Fifa…

BEIJINHOS E BOA SEMANA!

MARIA

 

 

My scrap book from the Island

Março 11, 2014 in FAMILY BUSINESS, GLOBETROTTER

Porque prometi… aqui está! Esta nossa curta viajem em 12 fotografias…

1. A Madeira é uma ilha vulcânica e para cada lado que se olhe encontram-se lindos e rolados calhaus pretos. Na costa enchem-se de algas e quando o sol lhes bate vemos todas as tonalidades de verde. Adoro!

2. Eu, muito bem fotografada pela minha Bu, na varanda do Choupana. E não me vesti a condizer de propósito. Juro!!

3. Adoro fetos! – Tenho tanta pena que não se aguentem aqui com o nosso clima mais seco… adoro as suas formas delicadas e as diferentes tonalidades de verde.

4. A piscina do Choupana é a primeira que vi e das poucas que conheço  revestida a pastilha verde. Será que o arquiteto se inspirou nos calhaus cobertos de algas que servem de moldura a esta ilha?! Muito possivelmente…

5. Versão corpo inteiro. Com o Funchal ao fundo. Uma das vistas mais lindas…

6. O meu mojito. E juro que não pedi um Mojito para condizer com tudo o resto. Quem quiser não acreditar, não acredite, porque as que me conhecem sabem que é com um mojito que gosto de brindar seja lá onde estiver! – E no dia 8 de Março, no nosso dia… brindei sozinha (porque o Rui raramente bebe seja o que for que tenha álcool) mas brindei feliz e na melhor companhia! – Brindei a mim e a todas as mulheres da minha vida! Bridei também aos homens que amamos e que nos amam e que dão tanto sentido a tudo. Foi um dia muito feliz!

7. Como decoradora não consigo ficar indiferente a um pormenor decorativo. Acho sempre que é nestes pormenores que a magia acontece. O que podia ser só mais um puxador de porta é uma pequena escultura.

8. Uma das caraterísticas mais marcantes deste lugar é que nos dá uma ilusão de que pairamos no ar sobre um mundo e uma realidade que vai acontecendo  sem o nosso conhecimento e consentimento. Como se entrássemos num time-zone paralelo.

9. Há tantos anos que vou à Madeira e nunca me tinha enfiado num carro e feito a longa e atribulada viajem até Santana para ver as suas maravilhosas Casinhas… Confesso que não foi fácil porque sou medricas, tenho vertigens e medo de alturas por isso naquelas estradas íngremes, estreitas e atribuladas senti, praticamente, como se estivesse estado uma hora enfiada numa montanha russa, que foi mais ou menos o tempo que demoramos para lá chegar. Mas quando vi a primeira casinha esqueci-me que estava praticamente à morte de enjôo e saltei do carro como se tivesse máxima urgência em ir abraçar uma velha amiga. – Este meu fascínio por casas vem de sempre e estas por serem pequeninas, coloridas e tão diferentes de tudo o que era normal, vivem desde muito cedo no meu imaginário. Foi um momento!

10. Depois do primeiro encontro seguiram-se tantos quantas casinhas tinha a pequena aldeia. Cada Casinha, cada paragem… Fotografias de casinhas não me faltam. Eles acharam a maior graça!

11. Down-town Funchal. Top street-art! Clarinha na Boca do Lobo!

12. O que seria de um album da Madeira sem a foto de uma flor? Não é por acaso que dizem que esta ilha é um Jardim. E não é um jardim qualquer. Lindo, exótico, colorido e muito bem cuidado. Um digno e maravilhoso postal de Portugal!

Se tiverem algo que gostassem de partilhar sobre esta pequena ilha (hotéis, restaurantes, museus, lugares a não perder…) vou gostar de saber e quem sabe, usar essa preciosa informação numa próxima viagem!

UM BEIJINHO E BOA 3a FEIRA DE SOL!!

MARIA

Nota: Não queria terminar sem esclarecer que não ficámos instalados no Choupana Hills. Apenas lá fomos almoçar. E que estes posts não foram pagos nem patrocinados. Apenas quis partilhar este tesouro escondido, alias como tenho feito com outros restaurantes e hoteis de que gosto. Não tenho nada contra artigos patrocinados mas efetivamente não foi o caso. Só para que não haja mal entendidos…. Este blog é 100% autentico. Falo somente sobre aquilo que gosto! E só aceitaria ser patrocinada por um artigo em que acreditasse e com o qual me identificasse. As minhas leitoras podem ter algumas razões de queixa mas a falta de clareza nas escolhas dos temas nunca será uma delas!

The hidden Madeira treasure

Março 10, 2014 in GLOBETROTTER, LET'S EAT!

Quem vai seguindo o meu INSTAGRAM sabe que fui passar este fim-de-semana à  ilha da Madeira. Tivemos tanta sorte com o tempo que conseguimos ter uma maravilhosa manhã de sol e chegámos mesmo a dar uns mergulhos… eu e a Clarinha uma versão tímida de mergulhitos na piscina mas os rapazes, mais afoitos, conseguiram saltar para o mar aberto.

Há uns anos já os tínhamos levado à Madeira mas a Clarinha era tão pequenina que já não se lembrava de praticamente nada… Por isso todas as descobertas foram uma emoção. Veredicto final… Os dois acharam a ilha linda, organizada e florida! – Adoraram cada canto e todos os momentos em família. Ficaram impressionadíssimos com a quantidade de túneis e com a forma como toda a ilha está bem sinalizada.

Não vos vou maçar com a descrição das nossas voltas mas queria aproveitar para vos falar no pequeno hotel e Spa Choupana Hills.    Abriu as portas em 2001 e lembro-me perfeitamente de todo o furor que fez quando inaugurou. Foi projetado e decorado por uma dupla de arquitetos Franceses Didier Lefor e Michel de Camaret. Naquela altura tinham acabado de se tornar conhecidos depois de decorarem o hotel Datai na Malásia que foi premiado pelo seu design. A partir daí nunca mais pararam e têm decorado inúmeras unidades hoteleiras pelo mundo fora, principalmente no Oriente.

Lembro-me de “babar” tanto para as primeiras reportagens que vi sobre este hotel que um dia o Rui lá se encheu de compaixão e me levou, de surpresa, pela primeira vez quando eu fiz 32 anos para lá comemorar o meu aniversário e passar uns dias de sonho…. já lá vão… quantos anos?…. muitos, credo! – Depois ainda lá voltámos uma ou duas vezes mas sempre em versão “mini lua-de-mel” até porque o hotel tem um ótimo spa e aqui a amiga pela-se por umas boas massagensinhas. –  Desta vez levámos os nossos bonecos para um almoço de sonho, brindado pelo sol, por uma luz invulgar naquela parte da ilha (porque costuma estar nublado) e uma vista da cidade do Funchal de cortar a respiração.

A decoração continua igual ao fim destes longos 12 anos. Intocada… Até faz impressão. A prova de que um bom projeto sobrevive bem aos anos. – Se me perguntarem se precisa de uma remodelação… Acho que já merecia! – Mas ainda não é imperativo…

Adorei rever o Choupana. Um verdadeiro tesouro escondida neste jardim que é a Madeira. Fica efetivamente fora da rota turística,  numa parte alta e norte da ilha, relativamente perto do Jardim Botânico. Está completamente recatado do bulício da cidade mas fica a uma distancia conveniente de 10 minutos de carro da baixa. Os quartos, que fazem lembrar bungalows Balineses, têm quase todos uma vista desafogada e de cortar a respiração sobre a ilha. Tem um spa marroquino com uma piscina interior aquecida. Há uns anos usavam produtos Sisley. Hoje em dia não sei, confesso que não tive a curiosidade de perguntar. O restaurante Xôpana é outra das atrações deste pequeno hotel. A ementa é bastante mais cool do que a maior parte dos restaurantes da ilha. Cozinha de fusão com pinta. Tudo delicioso!

Se quiserem saber mais informações visitem o site [www.choupanahills.com].

Apesar da bateria da minha Leica não ter resistido a mais de 5 fotos (blogger de grande gabarito esta que vai para um passeio sem se certificar que a sua máquina tem bateria… sim senhora) e do meu Iphone estar a dar as ultimas e ficar sem bateria de hora a hora, prometo voltar amanha com algumas memórias fotográficas deste nosso passeio. Não sendo excelentes serão as possíveis…

BEIJINHOS,

MARIA

In English

The ones that already follow me on INSTAGRAM know that I spend this week- end in Madeira . We were so  lucky with the weather that we managed to lay in the sun and we even took a deep … Clarinha and I  had a shy version  in the pool but the boys , boldest , managed to jump into the open sea.

A few years ago we had already ben in the Madeira Island with the kids but Clarinha was so small that she no longer remembers anything … So everything was new and exciting . Final verdict … The two found the island beautiful , organized and garden like! – They loved each corner and all the family moments . They were both impressed  with the amount of tunnels and how the whole island is well signposted .

I am not going to bore you with a description of all we did but can’t resist not telling you all about the Choupana Hills Hotel . Opened its doors in 2001 and I remember clearly the whole furore it did when it opened . It was designed and decorated by French architects Didier Lefor and Michel de Camaret . At that time they had just become famous after decorating the Datai Hotel in Malaysia which was awarded for its design . From them on they never stopped and have decorated numerous hotel units around the world , especially in the East.

I remember “drooling ” so much for all the magazine articles about it at that time, that one day, Rui decided it would be a good idea to take me there as a birthday surprise  when I turned  32 …. that was long ago … how long ? …. don’t even want to know ! – After that we returned once or twice but always in the ” mini honeymoon ” version because the hotel has a great spa and I am all up for a good massage at any time . – This time we took the kids for a dream lunch , blessed by the sun , with an unusual light in that part of the island ( because it is usually cloudy) and a breathtaking view of Funchal and the entire island.

The decor is still the same after these long 12 years. Unbelievable …  Proof that good design survives the years with grace . – If you ask me if it needs to be redone … I think it deserves ! – But it’s not imperative …

Loved going back to Choupana . A real treasure hidden in this garden that is Madeira . Is effectively off the tourist trail , in the high northern part of the island , relatively close to the Botanical Gardens . It’s completely secluded from the hustle and bustle but only a convenient distance of 10 minutes drive from downtown. The rooms , reminiscent of Balinese bungalows , almost all have an unobstructed and breathtaking view over the island . It has a Morocco spa with an indoor heated pool . A few years ago they worked  Sisley products. Nowadays I do not know , I confess that I ask… The Xôpana restaurant is another of the attractions of this small hotel . The menu is much cooler than most of the island restaurants . Fusion cuisine with a twist. All delicious !

Even though I didn’t take lots of decent pictures with my camera I am sure I probably have a few so tomorrow I will come back and share them with you because the pictures in this post are from the hotel official site.

XOXO,

MARIA

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: